Pituca lamenta lesão no fim, vibra com ano individual e confia em 2020 melhor para o Santos

Volante do Peixe comemorou as suas estatísticas no Campeonato Brasileiro, a convocação na seleção do Paulistão e a aproximação do nascimento de sua primeira filha

Lance

Lance

Lance

O volante Diego Pituca avaliou sua segunda temporada como profissional no Santos como 'maravilhosa'. Ele foi um dos intocáveis do técnico Jorge Sampaoli, disputando 59 das 65 partidas em 2019. Além disso, esteve na seleção do Campeonato Paulista.

O atleta classificou a lesão que teve em seu tornozelo como o ponto negativo de 2019, mas confiou que 2020 será melhor caso o Peixe conquiste algum título.

- De ruim, somente a lesão, atrapalhou um pouco, mas nada que pudesse me prejudicar. Foi um ano maravilhoso não só para mim, mas para o Santos também. Tenho certeza que 2020 vai ser ainda melhor, se Deus quiser - comentou o jogador com exclusividade ao LANCE!

Pituca também esteve no Top 3 de alguns quesitos no Santos: foi o segundo jogador que mais atuou no Brasileiro, com 35 partidas, somente atrás de Eduardo Sasha (37), e foi o terceiro que mais deu passes certos, com 1.489.

Nas últimas semanas, o camisa 21 também ganhou o apelido de 'Paituca' após descobrir que terá uma filha nos próximos meses.

- No Brasileiro fiquei fora de três partidas. Acabei 2019 como jogador que mais entrou em campo pelo Santos. E além de tudo, descobri que vou ser pai, minha primeira filha - comemorou Pituca.