Futebol Philipe Sampaio afirma que projeto foi fundamental pela escolha do Botafogo: 'Coisa que me fascina'

Philipe Sampaio afirma que projeto foi fundamental pela escolha do Botafogo: 'Coisa que me fascina'

Primeiro reforço da era John Textor, zagueiro afirmou que está preparado para desafio no Botafogo e valorizou oportunidade de jogar profissionalmente no Brasil pela primeira vez

Lance
Lance

Lance

Lance

Philipe Sampaio foi apresentado pelo Botafogo na tarde desta quinta-feira no Estádio Nilton Santos. Primeiro reforço da "Era John Textor" do Alvinegro, o zagueiro falou, em entrevista coletiva, que o projeto foi fundamental para a escolha pelo Glorioso - ele tinha proposta de outros dois clubes da Europa.

+ Começo meteórico, Chelsea e herói de título do Braga: quem é Lucas Piazon, novo jogador do Botafogo

– Muito feliz de estar aqui, de vestir a camisa de um dos grandes clubes do Brasil. As negociações aconteceram de forma natural, quando eu soube do interesse do Botafogo comentei com a minha família e disse que queria ir. Fui apresentado ao projeto e é uma coisa que me fascina. Venho me preparando para isso, gosto de sair da zona de conforto, esse é mais um projeto ao longo prazo, mas a nossa ideia é vir acrescentar e trabalhar num só sentido - afirmou.



Será a primeira oportunidade de Philipe em nível profissional no futebol brasileiro. Com passagem pela base do Santos, o zagueiro foi negociado com o Boavista-POR ainda jovem.

– O trabalho de scout é importante para dar oportunidade a esses jogadores que estão há muito tempo fora do país (Brasil). Eu já vinha trabalhando há muito tempo por essa oportunidade, não cheguei aqui à toa, os números estão aí. Fico feliz por ser a primeira contratação, é uma responsabilidade grande em chegar para esse projeto - comentou.

Quanto a estreia, Sampaio vinha atuando de forma regular pelo Guingamp, da França, mas vem de um período parado no curto prazo por ter resolvido as questões burocráticas da negociação. Ele afirmou que precisará de um tempo de adaptação.

– Vinha jogando, faltava o último terço do campeonato (Francês). Estou parado há duas semanas e pouco dias porque começaram as negociações e mudança de país. Vou conversar, me colocar à disposição quando eu estiver bem. Estou tendo um pouco de dificuldade com o calor, faz tempo que eu não sentia esse calor. Quando estiver me sentindo bem fico à disposição para ajudar - explicou.

MAIS DECLARAÇÕES DE PHILIPE SAMPAIO

Retorno ao Brasil
​– Passei por três países diferentes, venho mais maduro e preparado psicológica e taticamente, as outras ligas me deram isso. Venho preparado para aprender e trazer um pouco da minha experiência de fora. É comunicar, estar perto dos companheiros.

Oportunidade
​​– Acredito que não só o Brasil mas todo o mundo passa por esse período de pandemia, ansiedade, mas a gente tem que dar valor ao nosso país. Como dono de um projeto social o que eu quero proporcionar para as crianças é que elas possam ter a mesma oportunidade que eu tive, sair de uma comunidade e um dia jogar uma Série A.

Joel Carli
​– Dar os parabéns para ele, jogador estrangeiro com mais jogos pelo clube, muito mérito. Meu intuito é aprender com ele também, é experiente, tem toques de líder e eu me vejo assim também. Gosto de liderar, aprender e eu gosto de aprender com os mais velhos. Não tem disputa, venho para acrescentar e dar mais qualidade ao elenco.

Luís Castro
– Conheço o Luís Castro dos trabalhos que ele fez em Portugal, joguei a maior parte da minha carreira lá. Não tive contato com ele. Se ele vier, acredito que será bem-vindo e esperamos o que seja melhor para o Botafogo.

Ascensão dos técnicos portugueses
​– É a primeira vez que eu vou jogar no Brasil, aqui tem muita qualidade e pessoas qualificadas. Em Portugal eles têm as prioridades, disciplina e a cultura que envolvem o país. Eles estudam e trabalham como outros. Eles (treinadores portugueses) estão em ascensão, é preciso dar os parabéns. Mas acredito que o Brasil também tem muitas pessoas capacitadas.

Gabigol
​– Sobre o Gabigol é mais um companheiro que eu respeito. A gente se conhece por ter jogado na base do Santos, respeito ele mas nunca tive mais tive contato. Estou interessado em defender as cores do Botafogo.

Últimas