Futebol Pela final do Paulistão, São Paulo volta ao Allianz Parque, onde quebrou tabu há pouco mais de um mês

Pela final do Paulistão, São Paulo volta ao Allianz Parque, onde quebrou tabu há pouco mais de um mês

Jogando fora de casa, o Tricolor voltou a vencer o Palmeiras em uma partida do Campeonato Paulista, feito que a equipe não repetia desde março de 2009

Lance
Lance

Lance

Lance

Nesta quinta-feira (20), o São Paulo enfrenta o Palmeiras fora de casa pela primeira partida da final do Campeonato Paulista. Jogando no Allianz Parque, o time de Hernán Crespo volta ao cenário onde derrubou um importante tabu há pouco mais de um mês, quando venceu um Choque-Rei no Paulistão pela primeira vez desde 2009.


VEJA MARCAS EXPRESSIVAS ATINGIDAS POR HERNÁN CRESPO NO SÃO PAULO!

No dia 16 de abril, jogando a quinta rodada do Paulistão, o Tricolor enfrentou seu rival fora de casa, no Allianz Parque e saiu vitorioso pelo placar de 1 a 0, com gol do atacante Pablo já na segunda etapa.

Com a vitória fora de casa, o São Paulo voltou a vencer o Palmeiras em um jogo de Campeonato Paulista após 12 anos. A última vez que isso aconteceu foi no dia 28 de março de 2009, quando o Tricolor ganhou por 1 a 0 no Morumbi, com gol marcado por Washington.

Na última vez em que as equipes haviam se encontrado no Allianz Parque, o São Paulo também quebrou um tabu ao vencer sua primeira partida no novo estádio do rival desde sua inauguração, em 2014.

A partida em questão aconteceu no Brasileirão da última temporada, no dia 10 de outubro de 2020. O Tricolor bateu os rivais por 2 a 0, com gols de Reinaldo e Vitor Bueno.

Miranda fala sobre disputar final do Paulista pelo São paulo: 'Sensação especial'


VEJA COMO FICOU A SITUAÇÃO DO SÃO PAULO NO GRUPO E DA LIBERTADORES


De volta ao Allianz Parque, o São Paulo enfrenta o Palmeiras nesta quinta-feira (20), às 22h, pela primeira vez nesta final. O jogo decisivo do campeonato será disputado no domingo (23), às 16h, no Morumbi.

Buscando manter o bom retrospecto recente na casa do rival, o Tricolor espera largar na frente na final do estadual e se aproximar do fim do jejum sem títulos que já dura quase nove anos.

* Sob supervisão de Marcio Monteiro

Últimas