Futebol Palmeiras e PAOK se acertam e Abel Ferreira deve assinar nesta sexta

Palmeiras e PAOK se acertam e Abel Ferreira deve assinar nesta sexta

Verdão propõe contrato de dois anos e se aproxima de ter um técnico português ocupando o cargo pela primeira vez em seus 106 anos de história

Lance
Abel Ferreira está cada vez mais perto de ser confirmado pelo Palmeiras

Abel Ferreira está cada vez mais perto de ser confirmado pelo Palmeiras

Lance

Após mais de 15 dias de espera, a novela do Palmeiras e o seu novo técnico se encaminha para os capítulos finais. A diretoria alviverde se acertou com o PAOK nesta quinta-feira (29), e Abel Ferreira concordou em assinar com o Verdão até o final de 2022.

Pelo clube, o anúncio será feito assim que houver a assinatura do treinador de 41 anos, algo que está previsto para esta sexta-feira (30).

Junto com o novo comandante do Palmeiras, estarão mais quatro auxiliares portugueses. Dois deles já o acompanham desde o início de sua carreira como treinador de futebol, ainda na base do Sporting.

Abel Ferreira estava no comando do PAOK desde 2019 e se despediu do clube grego nesta quinta-feira, em jogo diante do Granada, válido pela Uefa Europa League.

O principal trabalho do português se deu na temporada 2017-2018, quando levou o Braga a uma campanha histórica, alcançando o maior número de pontos (75), gols (101) e vitórias em uma temporada (33).

LEIA MAIS: Palmeiras vence o Bragantino e fica perto das quartas

O bom trabalho no comando do Braga fez com que o técnico se tornasse o terceiro treinador mais caro a ser negociado pelo futebol português, quando o PAOK desembolsou € 2,5 milhões (cerca de R$ 17 milhões, na cotação atual) para pagar sua multa rescisória em Portugal e contar com seus serviços.

Com ideias modernas e um sistema equilibrado entre agressividade ofensiva e segurança defensiva, Abel Ferreira desembarca no Brasil na na próxima semana e já deve assistir ao duelo diante do Atlético-MG, na segunda-feira (2), nos camarotes do Allianz Parque.

Bruno Lazaroni, do Botafogo, é o 14º técnico demitido no Brasileirão

Últimas