Futebol Palmeiras apresenta balanço de 2021 com superávit de R$ 123,4 mi

Palmeiras apresenta balanço de 2021 com superávit de R$ 123,4 mi

Documento ainda não é o detalhado que será apresentado em abril, mas já traz os números do exercício do ano passado

Lance
Gestões de Leila e Galiotte são muito boas para as finanças do Palmeiras

Gestões de Leila e Galiotte são muito boas para as finanças do Palmeiras

Lance

O Palmeiras divulgou na última quinta-feira (18) o balanço financeiro do clube no exercício de 2021 com um superávit de R$ 123,4 milhões. Tudo isso fruto dos títulos conquistados no ano passado, que trouxeram uma arrecadação total recorde de R$ 947,6 milhões. Detalhe negativo foi o prejuízo trazido pelo Allianz Parque por conta do período sem público em decorrência da pandemia.

Com a premiação embolsada pelas duas Libertadores e pela Copa do Brasil, o Verdão conseguiu encher o seu caixa depois de passar por um 2020 de enorme rombo nas finanças, com um déficit de R$ 151 milhões, que foi causado pelo impacto da paralisação no futebol devido à epidemia mundial de coronavírus, que afetou não somente o Alviverde, mas todos os clubes do planeta.



Somente no departamento de futebol, o Palmeiras faturou R$ 900,2 milhões, enquanto teve uma despesa de R$ 695,8 milhões, ou seja, o futebol foi superavitário em mais de R$ 200 milhões. Como dito acima, fruto das conquistas palmeirenses durante a última temporada, principalmente as da Libertadores, que somente nas finais premiou com quase R$ 80 milhões.

Mas nem tudo são flores. Segundo o documento apresentado pelo clube, há três áreas deficitárias: Esportes não-profissionais, Allianz Parque e Áreas de Apoio (Backoffice), que juntas tiveram um rombo de R$ 89,2 milhões. Confira:

Clube Social
Receitas: R$ 35.047.260,40
Despesas: R$ 31.852.931,16
Resultado Líquido: R$ 3.194.329,24 (lucro)

Esportes não-profissionais
Receitas: R$ 51.429,43
Despesas: R$ 3.794.669,00
Resultado Líquido: - R$ 3.743.239,57 (déficit)

Allianz Parque
Receitas: R$ 4.394.620,73
Despesas: R$ 19.226.692,39
Resultado Líquido: - R$ 14.832.071,66 (déficit)

Futebol
Receitas: R$ 900.250.769,81
Despesas: R$ 695.780.573,27
Resultado Líquido: R$ 204.470.196,54 (lucro)

Áreas de Apoio (Backoffice)
Receitas: R$ 7.862.878,65
Despesas: R$ 73.536.628,56
Resultado Líquido: - R$ 65.673.749,91 (déficit)

Total
Receitas: R$ 947.606.959,02
Despesas: R$ 824.191.494,38
Resultado Líquido: R$ 123.415.464,64 (lucro)

O déficit do Allianz Parque tende a ser revertido neste ano, já que a tendência é que o público volte ao estádio, sem novas restrições por conta da pandemia de Covid-19. Em 2020, mesmo com poucos jogos, a arena teve um lucro de R$ R$ 7,2 milhões. Mesmo assim, as despesas são altas e exigem que novos recursos sejam buscados para a manutenção desses pagamentos. Se mantiver esses gastos, será necessário faturar mais de R$ 825 milhões na temporada 2022.

Apesar de ter antecipado esses números na última quinta-feira, o Palmeiras somente irá divulgar o balanço detalhado no mês de abril, que é o prazo dado pela Lei Pelé para os clubes apresentarem seus resultados financeiros.

Hulk Iraniano treina 'soco mortal' e diz que adversário sairá de maca

Últimas