Futebol Oscar no Corinthians? O que o L! sabe sobre o assunto

Oscar no Corinthians? O que o L! sabe sobre o assunto

Jogador revelou ligação recente do técnico Vítor Pereira, Timão entrou em contato com o estafe do atleta, mas situação nunca evoluiu

Lance
Lance

Lance

Lance

Nos últimos dias o nome do meia Oscar voltou a ser pauta no Corinthians, após o jogador revelar em que recebeu uma ligação do técnico Vítor Pereira pedindo para que ele atuasse no Timão.

+ Confira detalhes da terceira camisa e a nova linha do Corinthians em alusão ao Mundial do Japão

- Tem o Vítor Pereira, do Corinthians, que é muito amigo meu. Ele falou: ‘vem para cá, pelo amor de Deus’. Falei ‘calma, não é assim (risos)’. É super amigo nosso. Teve esse interesse das pessoas que sou mais próximo - disse o jogador em entrevista ao podcast ‘Fala Brasólio’.

No entanto, mesmo com o interesse do treinador português no meia, o Timão em nenhum momento abriu negociações com o atleta.

O que houve, a cerca de dois meses, foi um contato da direção corintiana com membros do estafe de Oscar. E essa conversa já foi o suficiente para que a situação não avançasse. Os motivos foram os seguintes: falta de liberação do Shanghai Port, clube chinês que detém os direitos do meia, parte financeira e concorrência do Flamengo.

O contrato do jogador com a equipe asiática tem duração até novembro de 2024 e o time faz jogo duro para liberá-lo por empréstimo. O Fla foi quem chegou mais perto de reverter a situação na janela de transferências do meio do ano, mas não conseguiu.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

O salário anual de Oscar na China é de 24 milhões de euros (R$ 122,4 milhões, na cotação atual). Essas cifras fogem completamente dos padrões corintianos. Uma alternativa era contar com algum parceiro para compor parte ou integralmente os salários do jogador, mas a diretoria do Timão é temerosa com esse modelo de negócio, principalmente pelo calote que sofreu do Grupo Taunsa no início do ano, em relação ao comprometimento que a empresa de agronegócios tinha em arcar com os vencimentos do meia Paulinho.

Outro caso de atletas pagos em parceria foi Willian, que tinha os salários bancados pela empresa Sócios.com. Neste caso, o parceiro não atrasou o repasse, mas o jogador decidiu deixar o clube antes do fim do contrato, que se encerraria em dezembro de 2023.

Durante a apresentação do novo terceiro uniforme corintiano, realizada na última quinta-feira (7), o presidente corintiano Duílio Monteiro Alves afirmou que não tem negociação em aberto com jogador algum.

Mesmo com todas as adversidades envolvendo uma possível contratação de Oscar pelo Timão, o nome em nenhum momento foi descartado para a próxima temporada. O Corinthians mapeia perfis e atletas em potencial para reforçar o elenco no ano que vem e a boa relação que o meia possui com Vítor Pereira pode ser um trunfo para o Timão. No entanto, nem o próprio VP tem a sua permanência garantida para 2023, pois avalia algumas questões familiares.

Últimas