Futebol OPINIÃO: renovação de Mbappé pode ter sido tiro no pé para o PSG

OPINIÃO: renovação de Mbappé pode ter sido tiro no pé para o PSG

Jogador passou a ter poderes e liderança após estender o vínculo, que agora vai até 2025. Camisa 7 teve voz em demissão de Pochettino e Leonardo e chegadas de Galtier e Campos

Lance
Lance

Lance

Lance

Kylian Mbappé renovou seu contrato com o Paris Saint-Germain em maio. Antes vinculado ao time francês até junho passado, o camisa 7 agora tem acordo com a equipe da capital por mais três anos, até o meio de 2025. E esta permanência, muito celebrada na ocasião, pode acabar se tornando um problema para o time de Nasser Al-Khelaïfi.


O astro de 23 anos recebeu promessas e garantias de que teria voz ativa para tomar decisões no PSG. Entre elas, estavam as demissões do técnico Mauricio Pochettino e do diretor Leonardo, bem como as chegadas de Christophe Galtier e Luís Campos, respectivos substitutos da dupla que deixou o Parque dos Príncipes.

+ Veja a tabela e os jogos da Ligue 1

Mas até que ponto deixar estas responsabilidades centralizadas em um jogador é positivo para um clube? Temendo perder Mbappé, que era alvo do Real Madrid, o Paris não mediu esforços para manter o atleta. Prova disso é o exorbitante salário de 100 milhões de euros (R$ 522 mi) anuais, além de luvas de 300 milhões de euros (R$ 1,5 bi).

Mbappé e Nasser Al-Khelaifi

Mbappé e Nasser Al-Khelaifi

Lance

Presidente do PSG (à esq.) deu a Mbappé o maior salário do mundo (Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP)

Uma das reclamações de Mbappé após sua renovação foi acerca de Neymar. O francês teria dito que o brasileiro era um "jogador indisciplinado" e pediu, inclusive, para que o camisa 10 deixasse a França. A situação, como sabemos, não foi atendida, e Neymar segue na Cidade Luz, onde faz grande início de temporada.

A imprensa francesa chegou a afirmar que a relação entre Neymar e Mbappé tinha sido apaziguada durante a pré-temporada. Mas a situação parece ter ficado exposta no último sábado, na goleada do Paris Saint-Germain por 5 a 2, sobre o Montpellier, pelo Campeonato Francês.

Na ocasião, dois episódios chamaram a atenção. O primeiro deles foi depois que Mbappé perdeu um pênalti e discutiu com Neymar após o árbitro assinalar nova penalidade para o PSG. O brasileiro acabou batendo a segunda intervenção e marcou o gol.

+ Neymar x Mbappé: 15 motivos para entender a crise no vestiário do PSG

Poucos minutos depois veio a segunda polêmica da partida. Em um contra-ataque puxado ainda no campo de defesa, Mbappé pediu o passe, mas virou de costas e parou de correr ao não receber a bola. A atitude do camisa 7 foi muito criticada.

Neymar e Mbappé discutindo antes de cobrança de pênalti

Neymar e Mbappé discutindo antes de cobrança de pênalti

Lance

Momento da discussão de Neymar e Mbappé antes de pênalti (Foto: Reprodução / Prime Video)

Após a partida, a situação foi quente. Relatos indicam que o clima no vestiário não era dos melhores e que Mbappé discutiu com outros atletas. Quem estava presente precisou intervir para que algo pior não acontecesse.

Ter Kylian Mbappé no elenco é o sonho de qualquer clube no mundo. Apesar da pouca idade, o atacante é um dos principais jogadores da atualidade e é considerado como o grande futebolista para suceder Messi e Cristiano Ronaldo.

+ Mbappé esbanja arrogância e individualismo após novo contrato com o PSG

A genialidade do francês não se discute. Mas será que o PSG acertou ao dar tanto poder a um jogador? As respostas ficam para o futuro. No entanto, o sinal de alerta está ligado na capital francesa.

* Estagiário, sob a supervisão de Hugo Mirandela.

Últimas