Futebol Odair vê campeonato consistente e regular do Fluminense: 'Brigando na parte de cima'

Odair vê campeonato consistente e regular do Fluminense: 'Brigando na parte de cima'

Treinador exalta vitória contra o Goiás pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio da Serrinha, e rebate críticas sobre recuar o time

Lance
Lance

Lance

Lance

A vitória por 4 a 2 do Fluminense contra o Goiás, nesta quarta-feira, na Serrinha, colocou o Tricolor no G6 do Campeonato Brasileiro. Foi a segunda vitória da equipe fora de casa na competição e gerou elogios por parte de Odair Hellmann. Após a partida, o treinador exaltou a postura da equipe nos últimos jogos, especialmente após a eliminação para o Atlético-GO na Copa do Brasil, e classificou o Flu como "regular e consistente" até o momento na competição.

- Uma vitória muito importante. Se torna ainda mais pela sequência que tivemos. Os últimos três jogos após uma eliminação, uma derrota dolorida para nós todos. Ficamos chateados e o torcedor também. Mas tivemos uma resposta rápida, de força, garra, performance e resultado. Conseguimos reagir bem mostrando a força do grupo, consistência no campeonato. Por isso estamos brigando na parte de cima. Um campeonato consistente, de muita regularidade. Tivemos algumas situações difíceis, mas vamos buscar melhorar para uma próxima partida para continuar fazendo essa campanha bonita que estamos fazendo agora - disse, em entrevista coletiva.

Odair ainda rebateu as críticas da torcida, que diz que o treinador costuma recuar o time em todas as partidas. O comandante tricolor afirmou que não há ordem para que o time fique mais atrás quando está à frente do placar. Agora, o Flu se prepara para receber o Bahia na próxima rodada, no Maracanã, domingo, às 16h.

- Dizem que o time recua. Vejo 200 jogos por semana e todas as equipes se compactam quando o adversário está com a bola, algumas tentando pressionar mais alto, como o Atlético-MG. Vejo times europeus sem a bola também compactando atrás da linha da bola. Aqui não tem comando de recuo, os jogadores não querem recuar. Só que você joga contra adversários e em algum momento do jogo tem erro de marcação, como no primeiro gol hoje. Se recua é porque o adversário se impôs diante da nossa estratégia ou porque não temos como ter uma agressividade o tempo todo. Fico tranquilo porque eu não creio nisso e os jogadores não pedem. Precisamos estar atentos - completou.

Últimas