Futebol Odair Hellmann defende Nathan após vaias da torcida do Santos: 'Vem fazendo bons jogos'

Odair Hellmann defende Nathan após vaias da torcida do Santos: 'Vem fazendo bons jogos'

Lateral-direito gera repercussão negativa dos torcedores após Peixe tomar segundo gol

Lance
Lance

Lance

Lance

O Santos conquistou os três pontos diante do América-MG e alcançou o primeiro triunfo no Brasileirão. A entrega da equipe foi bastante reconhecida pela torcida, mas Nathan foi vaiado depois do segundo gol do Coelho. Na coletiva, Odair Hellmann contou que levou em consideração a reação da torcida para tirar o atleta do jogo e defendeu as últimas performances do lateral.

- Claro que eu sempre avalio essa situação de vaia do torcedor para o jogador, isso interfere no ambiente coletivo, no ambiente dos outros. Mas eu fiz a substituição pelo cansaço do Nathan, pela repetição que ele vem tendo, e para que não trouxesse naquele momento anímico algo de negativo pra equipe, porque sempre traz. Eu tomo muito cuidado com isso, o Nathan vem fazendo bons jogos. A gente precisa reconhecer isso - disse o comandante santista.

+ ATUAÇÕES: Mendoza tem grande atuação e comanda vitória do Santos na Vila

Odair Hellmann ainda complementou sobre as outras opções que possui para a posição no elenco. Além disso, respeitou a manifestação do torcedor, mas pediu cautela na hora dessa ação contra um atleta.

- João Lucas está machucando ainda está voltando está na transição, Gabriel recebeu mais uma oportunidade hoje. A gente vai visualizar pra frente as situações, mas eu tomo muito cuidado sempre com vaia. A gente tem que tomar cuidado. Daqui a pouco vaia o jogador, tira, vaia outro jogador semana que vem, até não ter mais jogador pra colocar. Então a gente tem que respeitar o torcedor, o torcedor é soberano na sua vaia, na sua tristeza, mas eu, como treinador, tenho que passar confiança pros jogadores - declarou o comandante.

No final da resposta, o técnico ainda exaltou a importância do torcedor e ainda relembrou que certas situações podem ser geradas pela eleição para presidente do clube no final do ano.

- Vou falar para o torcedor que este ambiente positivo gera o ambiente positivo de confiança para a equipe e individualmente também. A gente tem que entender que aqui no Santos também é um ano político, ele vem de dois anos de dificuldade no Campeonato Brasileiro. Então certos barulhos, certas situações que não sei se não tem envolvimento ou querer atingir uma situação. Sabe aonde é que atinge? Atinge o time. Atinge o jogador. Então há uma importância sim. Vamos nos unir. Vamos nos fortalecer, eu não tô dizendo aqui para não nos vaiar ou não vamos cobrar o jogador. Vamos, o torcedor é soberano, sempre soberano. Só que ele junto de nós faz muita diferença - concluiu Odair.

Agora, o Santos se prepara para o duelo da terça-feira (2), pela Sul-Americana, contra o Newell's Old Boys. O confronto acontecerá fora de casa, a partir das 21h30 (de Brasília).

Últimas