Odair exalta efetividade do Flu e faz alerta sobre coronavírus no futebol

Técnico do Fluminense elogiou atuação do seu time na vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, neste domingo, no Maracanã. Para o treinador, seu time teve maturidade para vencer o clássico

Lance

Lance

Lance

O Fluminense suportou uma tentativa de pressão do Vasco no início do clássico deste domingo e, depois, com paciência, conseguiu fazer 2 a 0 e quebrar um jejum de 10 partidas sem vencer o rival. Com gols de Evanilson e Fernando Pacheco em um Maracanã sem torcida, o time de Odair Hellmann foi efetivo para conseguir a vitória. E o treinador valorizou a eficiência da sua equipe no clássico.

TABELA
> Confira como ficou a classificação do Campeonato Carioca

- Não estamos acostumados a jogar sem torcida, você tem que ter mais concentração. É muito mais mental e psicológico em um jogo desse, porque não tem nenhuma influência externa, nem para o bem e nem para o mal. Nem pressão, nem vai, e nem incentivo. Tivemos maturidade nesse sentido e em todos outros aspectos. Merecemos a vitória, buscamos ela do início ao fim - disse Odair Hellmann, antes de completar sobre o jogo:

- Teve momentos iguais na partida, mas nós, no final, concluímos as oportunidades, que nós criamos. Teve a efetividade, a construção. Ficamos feliz com o resultado esportivo.

O Fluminense enfrentaria o Figueirense, na próxima quinta-feira, pela Copa do Brasil. Mas, com a suspensão das competições nacionais por parte da CBF, devido ao coronavírus, e a possível suspensão do Campeonato Carioca, o Tricolor pode ficar um tempo sem entrar nos gramados. Odair Hellmann prefere aguardar as próximas decisões, mas ressaltou que, por ele, o futebol já deveria ter parado antes mesmo da rodada deste fim de semana.

- Nós temos que aguardar, esperar essas decisões do governo, macro, da sociedade. São decisões importantes que devem ser tomadas a partir de amanhã, para que a gente possa, agora sim, vencer essa batalha contra esse vírus, a transmissão, a velocidade de transmissão. Por isso também o adiamento de muitas coisas para que isso não se propague. Para que a gente possa ter e dar atendimento a quem precise. Tudo isso fica mais importante agora. Já era antes do jogo, mas acaba fugindo um pouquinho, vai para 90 minutos. Na minha visão já poderia ter parado, adiado, antes da partida. Como não parou, tínhamos que nos concentrar naquilo que era o momento, o trabalho e, agora que terminou, a gente espera e aguarda as outras posições para que a gente possa tomar as decisões técnicas e esportivas. Mas o primeiro momento é proteger a vida das pessoas - finalizou o treinador.

Com a vitória deste domingo, o Fluminense chegou a nove pontos e manteve o 100% de aproveitamento na Taça Rio, além do primeiro lugar geral no Campeonato Carioca. Na quarta rodada, marcada para o próximo domingo, às 16h, o Tricolor encara o Volta Redonda, no Maracanã.