Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Odair admite dificuldade do Santos na busca por reforços e revela se cogitou deixar o clube

Peixe prossegue sem reforços desde a eliminação no Paulista

Futebol|

Lance
Lance Lance

O Santos não vive uma situação financeira confortável. Com a vontade de trazer novos reforços após um estadual fraco, o Peixe, até o momento, não anunciou novos nomes. O técnico Odair Hellmann, que tenta driblar o momento atual como pode, comentou, em entrevista ao programa Sportscenter, da ESPN, sobre a realidade econômica do clube e a dificuldade em trazer novas peças.

- A gente está visualizando um mercado atento às dificuldades. Nós temos uma dificuldade financeira, temos feito esforços até acima da sua capacidade real. Em alguns momentos a gente não consegue, em outros a gente consegue seguir em frente. A gente está atento e aberto a boas oportunidades para conseguirmos fortalecer o grupo. As competições que vem pela frente, e principalmente o Brasileirão, vai exigir muito de um grupo forte - declarou Hellmann

+ Jota Júnior abriu o jogo! Veja o seu time de coração e de outros jornalistas esportivos

Como o LANCE! antecipou, o Santos tem impeditivos para ter Jean Lucas no elenco. A cláusula de compra obrigatória após o final do empréstimo e o alto salário pedido, que gira em torno de R$ 1 milhão, tornam o negócio inviável.

Publicidade

Além do meio-campista, o volante Diego Pituca, vice-campeão da Libertadores 2020 pelo Santos, tem obstáculo parecido. Mesmo identificado com o Peixe, os altos vencimentos do jogador afastam um reencontro do atleta com o clube da Vila Belmiro.

Focado no Campeonato Brasileiro, que começa para o Santos no dia 15 contra o Grêmio, Odair projeta uma competição bastante complicada e forte. Por conta disso, o treinador citou a necessidade de um grupo forte e com possibilidades de disputas internas por vagas na equipe titular.

Publicidade

- Para mim vai ser um dos Campeonatos Brasileiros mais difíceis esse ano. Portanto, a gente precisa ter um grupo competitivo, gerar essa competição interna para termos uma equipe forte e disputarmos em alto nível essa competição - comentou o comandante alvinegro.

O Paulistão desanimador do clube gerou pressão da torcida santista sobre o treinador. Questionado se já pensou em pedir demissão do Santos, Hellmann disse que as dificuldades impulsionaram a vontade de querer melhorar as coisas no Peixe.

- Da minha parte eu nunca tive esse pensamento. Pelo contrário, a cada dificuldade eu me fortalecia muito mais com a minha comissão técnica. Tentava fortalecer os jogadores nesse sentido para que a gente continuasse o trabalho e o processo acreditando, não é fácil, mas a gente tem capacidade e a gente vai conseguir. Vamos seguir em frente mesmo com as dificuldades que tivemos aqui para conseguirmos dar resultado - cravou Odair.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.