Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'O responsável sou eu', afirma Bruno Lage após eliminação do Botafogo na Copa Sul-Americana

Treinador fala sobre decisões tomadas em torno do Alvinegro e exalta postura da equipe nos dois jogos contra o Defensa

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance

O técnico Bruno Lage foi enfático na entrevista coletiva após o Botafogo sair de campo amargando a eliminação nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Em entrevista coletiva após a derrota por 2 a 1 para o Defensa Y Justicia, o treinador demonstrou sua frustração por acreditar que o Glorioso merecia sair de campo com a vaga. Além disso, ele chamou para si as atenções para a queda botafoguense na competição continental e fez um apelo aos torcedores.

+ Próximos jogos do Botafogo: veja o calendário com datas, horários e adversários

- O responsável sou eu. Eu tomei todas as decisões e não me arrependo de nenhuma. Peço para os torcedores continuarem apoiando. Venho trabalhando muito, de forma humilde. Aqui têm pessoas de caráter. Independentemente de coisas que possam acontecer no caminho, o torcedor precisa continuar apoiando o time, que vive um momento lindo. A minha exigência é ter um registro de equipe grande. O nosso trabalho é de exigência. É neste clube que entrei. A minha exigência é que eles continuem fazendo o que fizeram aqui e aumentar e os adeptos aparecerem nessa hora e dar apoio à equipe se sentir motivada - disse.

Aos seus olhos, o Glorioso sente a frustração por ter obtido melhor desempenho nos duelos com o clube argentino.

Publicidade

- No conjunto dos dois jogos tivemos mais oportunidades e infelizmente sofremos três gols, mas não deveríamos ter sofrido. Sofremos três cruzamentos e levamos gols. Ficamos tristes porque saímos dessa competição e fomos a melhor equipe no conjunto - afirmou.

Em seguida, Lage detalhou onde o Botafogo pecou e exigiu que o grupo não esmoreça.

Publicidade

- Não conseguimos marcar gols, no primeiro jogo tivemos a oportunidade de marcar três vezes, Por isso o adversário venceu e agora é o momento certo que todos deem um passo à frente, eu como treinador e eles - e frisou:

- Dos meus jogadores há um caráter muito forte, sei que terá um passo à frente deles. Nosso adeptos têm que fazer uma onda muito forte de torcida para em 70 horas voltarmos a entrar em campo - complementou.

Publicidade

O treinador também falou sobre os desgastes que marcaram a equipe neste período.

- As grandes equipes não podem lamentar aquilo que não conseguem atingir. É isso que temos feito. O campeonato, independentemente das viagens ou não, é igual a Europa. Já joguei assim, já joguei com distância maiores no Benfica, estar na Rússia numa quarta-feira e depois voltar para Portugal - disse.

Em seguida, direcionou sua crítica para o dia no qual está marcado o confronto entre Botafogo e Flamengo.

- A única crítica que faço e reforço é pelo jogo (contra o Flamengo) ser sábado. Um jogo tão importante e especial como o Botafogo e Flamengo ser disputado sábado à noite com dois dias de intervalo. Se nosso adversário jogasse hoje, eles jogariam sábado? Fica aberta nossa questão - destacou.

O Botafogo enfrenta o Flamengo no sábado, dia 2, às 21h, em jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro lidera a competição com 11 pontos de vantagem para o vice-líder Palmeiras

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.