Futebol Nos bastidores da vitória do Fluminense contra o Santa Fé, Fred diz: 'É fazer valer a pena estar aqui'

Nos bastidores da vitória do Fluminense contra o Santa Fé, Fred diz: 'É fazer valer a pena estar aqui'

Atacante, que marcou duas vezes e se tornou o segundo maior artilheiro da história do Fluminense, foi um dos mais ativos no vestiário junto a Nenê

Lance
Lance

Lance

Lance

Após a vitória fora de casa, por 2 a 1, contra o Santa Fé, o Fluminense divulgou na FluTV os bastidores da partida que marcou os primeiros três pontos do Tricolor na Libertadores. Decisivo ao marcar duas vezes e se tornar o segundo maior artilheiro da história do clube, Fred se referiu ao jogo já como espírito de 'mata mata' e, como habitual, discursou para motivar os companheiros.

> Veja a classificação do grupo do Fluminense na Libertadores

- Vamos fazer valer a pena essa viagem. O clube nos deu estrutura, a gente está unido, esse jogo é quase um mata mata para a gente, porque se conseguirmos os três pontos, nós vamos largar lá na frente e deixar os caras para trás, e não tem como recuperar depois. Então, o momento é a gente pensar disso lá dentro, durante os 90 e poucos minutos. Não dá para correr atrás depois do jogo para lamentar aqui. Concentrado do início ao fim galera, vamos! - disse Fred no vestiário, antes do início da partida.

Outro jogador que reforçou a união do grupo foi Danilo Barcelos. Ainda no treinamento em Bogotá - antes do Flu ir para a cidade de Armênia, aonde é localizado o Estádio Centenário -, o lateral esquerdo também comentou sobre a adaptação a altitude - 2.650m em Bogotá e 1.480 em Armênia.

- Vamos fazer esse treino aqui, né (em Bogotá), tentar se adaptar um pouco, mas o jogo não vai ser nem aqui, lá é um pouquinho menos (de altitude), nós estamos preparados, o time está confiante, muito unido também, a viagem foi boa, apesar de cansativa, e amanhã estaremos 100% para o jogo.

Já no vestiário em Armênia, Nenê e Martinelli chamaram a atenção para um momento de descontração. Isso porque, em clima leve, os meio campistas se zoaram em relação aos seus nomes e caíram na gargalhada.

- O Martinelli emprestou o fone dele para mim, ai eu fui conectar e apareceu 'AirPod de Matheus' e eu fiquei, Matheus? Meu deus do céu! - disse Nenê, após brincar com jovem volante.

- E eu emprestei o fone para o Anderson - respondeu Martinelli, em resposta a descontração do camisa 11.

Gabriel Teixeira também foi um dos crias de Xerém que falaram à FluTV. O jovem, que entrou no segundo tempo, quase fez um golaço, mas teve que ser substituído por conta da expulsão de Egídio, não escondeu a emoção de ter realizado sua primeira viagem internacional com a camisa do Fluminense.

- Minha primeira viagem internacional pelo Fluminense, espero que seja a primeira de muitas, estamos muito confiante e vamos para cima.

Já na roda prévia ao aquecimento em campo, quem puxou a responsabilidade para motivar os atletas foi Marcos Seixas, preparador físico do clube. O profissional lembrou as dificuldades que o time passou até chegar na Libertadores, exaltou o adversário e incentivou os atletas a realizaram um bom jogo coletivo e individual.

- Segunda etapa do nosso sonho, segundo desafio, segundo jogo (se referindo a segunda rodada da Libertadores) da nossa caminhada, que a gente tanto busca e tanto quer. As dificuldades que nós tivemos para chegar aqui, só nos servem de motivação para fazer uma baita partida.

- Vai ser um jogo dificílimo, com uma equipe dificílima, que empatou na primeira rodada como a gente, e vai querer tirar isso dentro de casa. Mas nós temos totais condições de sair daqui com a vitória, nós vamos fazer isso juntos, coletivamente funcionando, individualmente funcionando, para a gente sair daqui feliz e voltar pro Rio - completou Marcos Seixas.

+ Relembre os gols mais marcantes de Fred pelo Fluminense

Marcos Seixas - Fluminense

Marcos Seixas - Fluminense

Lance

Marcos Seixas é o preparador físico do Fluminense. (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Após o término da partida, o vestiário foi só alegria, felicidade e comemoração. Nenê, que deu uma assistência genial para Fred no primeiro gol, era um dos jogadores que mais aparentava ânimo com o resultado Tricolor.

- Todos as coisas e percalços que poderiam fazer a gente desacreditado do nosso potencial, da nossa capacidade de não desistir, de ser guerreiro, demostrar verdadeiramente que é um time guerreiro, e vim e ganhar o jogo, então eu acho que a gente mereceu e eu estou muito feliz.

- Está todo mundo de parabéns, foi um grande resultado, a gente com um a menos mais de 20 minutos, então demonstramos que não estamos de brincadeira e vamos para cima - disse Nenê.

Ainda em comemoração no vestiário, o meio campo brincou com o Fred sobre a linda assistência que deu no primeiro tempo.

- Você falou para eu abrir (para o Kayky), mas eu não iria conseguir porque ele não estava na direção certa, então eu dei o calcanhar e foi certinho. Metade do prêmio é meu ein (de melhor da partida) - zoou Nenê para Fred.

Para finalizar o discurso pós-jogo, foi a vez do técnico Roger Machado falar. Assim, o treinador comentou sobre o espírito de Libertadores

- Aos mais jovens que ainda não tinham visto isso, isso é Libertadores. Então, vai ser assim. Quando der para jogar a gente vai jogar, e quando não der a gente vai competir para ganhar. O resultado estimula o que nós produzimos, eu já falei para vocês, ter o controle do jogo não significa ter o controle da bola. Nós determinamos o que eles iriam fazer, da forma que eles iriam fazer e com consequência, a forma que atacaríamos eles, e saiu exatamente como nós idealizamos.

- Parabéns. Eu queria parabenizar vocês e dedicar por conta da nossa logística, que esteve meio atrapalhada, mas parece que as coisas foram solucionadas. Então muito obrigado a todos que conseguiram arrumar soluções que nós trouxessem até aqui, para conseguirmos competir em alto nível, da mesma forma que seria em um outro lugar - completou o treinador, que segue a oito partidas invictas sob o comando do Fluminense.

O Tricolor volta a campo neste sábado, às 16h, contra a Portuguesa-RJ, em jogo válido pelo primeiro duelo das semifinais do Carioca. Depois do confronto no Estádio Luso-Brasileiro, o time volta suas atenções para a Libertadores. Isso porque, na próxima quinta-feira, às 19h (de Brasília), o Fluminense enfrentará o Junior Barranquilla na Colômbia, pela terceira rodada da competição.

Últimas