Futebol No Corinthians, Renato Augusto voltará a jogar com Luan, e elogia o companheiro: 'Muito acima da média'

No Corinthians, Renato Augusto voltará a jogar com Luan, e elogia o companheiro: 'Muito acima da média'

Dupla fez parte do primeiro ouro olímpico do futebol brasileiro, em 2016. Recém-contratado pelo Timão, meia acredita que pode potencializar o atacante, que está em baixa

Lance
Lance

Lance

Lance

Há cinco anos, Renato Augusto e Luan eram titulares na inédita conquista olímpica do futebol brasileiro, no Rio de Janeiro. Agora, em 2021, a dupla voltará a jogar junta, dessa vez pelo Corinthians.

O meia foi apresentado na última quarta-feira (11) e retorna ao Timão após cinco anos e meio, já o atacante está no clube desde o ano passado, quando deixou o Grêmio. Como Renato saiu do Corinthians no fim de 2015, a dupla jogará pela primeira vez junta com a camisa corintiana.

No entanto, a fase de Luan está longe de ser a mesma de 2016, quando iniciava o melhor momento da sua carreira, que perdurou até o fim do ano seguinte, com ele sendo o craque da conquista gremista na Libertadores e eleito o ‘Rei da América’ naquela temporada.

>> Baixe o novo app de resultados do L!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

No ano passado, o atacante deixou o Tricolor Gaúcho e acertou com o Timão, na expectativa de reencontrar o seu grande futebol, algo que até o momento não aconteceu. Contudo, Renato Augusto não acha que o camisa 7 desaprendeu a jogar futebol e acredita que pode ajudar a potencializar o atacante.

- (O Luan) É muito acima da média, tem potencial incrível. Não à toa foi o cara da Libertadores (2017). Sabemos que ele pode produzir mais. Às vezes, você se vira um apoio para quem pode subir. Jadson e Elias bem me potencializam num dia ruim e vice-versa. Você precisa ajudar o cara que está ao lado para lá na frente ele te ajudar também. Eu vou precisar deles, também. Pensar no coletivo hoje – disse o reforço corintiano em sua entrevista de apresentação.

Entre a conquista olímpica e o momento atual, muita coisa mudou também para Renato Augusto. Na época dos Jogos Olímpicos de 2016, o meia havia recém-deixado o Timão para jogar no Beijing Guoan, da China, após ser eleito o melhor jogador do título brasileiro corintiano na temporada anterior. Ainda assim, o atleta seguiu em alta no país asiático, tanto que foi convocado para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

Mesmo que aos 33 anos, a retomada do protagonismo em seu retorno ao Time do Povo e o bom relacionamento que o atleta tem com o técnico da Seleção Brasileira, Tite, podem ser chaves para que novas portas se abram para o jogador voltar a vestir a Amarelinha. No entanto, Renato Augusto garante que não pensa em Seleção neste ponto da carreira.

- A Seleção sempre foi um prêmio. Chega e faz um bom trabalho no clube e tem esse prêmio. Meu pensamento hoje é estar bem, ajudar o Corinthians, buscar títulos e coisas grandes. É continuidade do trabalho. Não penso nisso agora. Realmente, penso em estar bem, jogar em alto nível, para ajudar a equipe.

Últimas