Futebol Nino admite insatisfação por viagem a mais, destaca ponto do Fluminense e critica arbitragem confusa

Nino admite insatisfação por viagem a mais, destaca ponto do Fluminense e critica arbitragem confusa

Zagueiro falou sobre o desgaste do grupo com as mudanças na logística, mas destacou o empenho para superar os problemas

Lance
Lance

Lance

Lance

O Fluminense finalizou mais uma maratona contra uma equipe colombiana com um empate por 1 a 1 com o Junior Barranquilla, nesta quinta-feira, em Guayaquil, no Equador. Depois de mais uma mudança no local da partida, o zagueiro Nino admitiu que a equipe sentiu o desgaste de uma viagem "desnecessária", algo que já havia acontecido na semana passada contra o Santa Fe. Mesmo assim, o jogador valorizou o ponto fora de casa.

> ATUAÇÕES: Fluminense sofre com desgaste físico, mas segura o empate fora de casa e segue na liderança

- É muito difícil tudo que enfrentamos. Vimos toda dificuldade e o esforço do estafe para que a viagem fosse amenizada. Agradecemos, mas é algo que não podemos deixar de falar. Fizemos uma viagem a mais, desnecessária e nos cansou. Combinamos que nada disso ia nos atrapalhar, ficaria do lado de fora, e foi isso que fizemos. Não acho que atrapalhou (a viagem). Foi difícil e desgastante, todos ficamos insatisfeitos com a falta de certeza e todo percurso. Mas demonstramos força interior e fica um ponto positivo pela superação.

Além da mudança de logística, em campo o Flu precisou lidar com uma arbitragem polêmica. Logo nos primeiros minutos, Julio Bascuñan, do Chile, assinalou uma penalidade após Kayky desarmar Fuentes. O lance gerou muita reclamação por parte do Tricolor.

Veja como ficou a tabela da Libertadores

- Não achei que faltou calma, não queria falar sobre arbitragem, mas é impossível. Achei confusa. Eu estava perto no pênalti contra nós e tenho certeza que não foi nada. Tínhamos tudo para nos desestabilizar totalmente, mas tivemos força para continuar focados, sem perder a cabeça. Mostramos uma força mental que vamos levar para toda competição - comentou.

Agora, o Flu volta ao Rio de Janeiro pelas próximas semanas. No domingo, enfrenta a Portuguesa, às 16h, pelo segundo jogo da semifinal do Carioca. Depois, na quarta-feira, terá o Independiente Santa Fe (COL) às 21h (de Brasília). Os dois jogos são no Maracanã.

- São jogos decisivos e cada partida é uma final. Tem sido desgastante participar de mais de uma competição ao mesmo tempo. Temos que virar a chave de um dia para o outro. Mas temos feito isso muito bem e o desgaste vem sendo amenizado pela vontade que desmontamos dentro de campo - finalizou.

Com esse resultado, o Flu fica permanece em primeiro no Grupo D, com cinco pontos, empatado com o River Plate, que também empatou na rodada. O Tricolor leva vantagem por ter feito mais gols fora de casa. O Junior e o Santa Fe seguem com dois pontos cada.

Últimas