Futebol Negociação vira novela, e Everton Ribeiro entra em últimos dias de contrato com o Flamengo

Negociação vira novela, e Everton Ribeiro entra em últimos dias de contrato com o Flamengo

72 horas separam clube e jogador do fim do vínculo

Lance
Lance

Lance

Lance

Faltam 72 horas para Everton Ribeiro ficar livre no mercado e poder assinar contrato com qualquer outro clube brasileiro. A renovação do camisa 7 virou novela, e a resposta do Flamengo, esperada pelo staff do atleta, ainda não chegou.

+ Renovação de Everton Ribeiro: representantes do jogador fazem contra-proposta e aguardam resposta do Flamengo

Everton, seus representantes e o Flamengo conversaram na quarta-feira (28), para tentar chegar a um denominador comum pela renovação, mas não entraram em acordo. O staff do meia fez uma contra-proposta ao clube e aguardava por um retorno. Por enquanto, sem sucesso.

TEMPO CURTO

O Flamengo já manifestou o desejo pela renovação do camisa 7, mas precisa correr contra o tempo para fechar o acordo. O contrato entre as partes se encerra dia 31, e Everton fica livre para assinar com qualquer clube, tendo propostas na mesa.

+ ➡️ Tudo sobre o Mengão agora no WhatsApp. Siga o nosso novo canal Lance! Flamengo

INTERESSE MÚTUO

O desejo pela renovação é mútuo: Everton quer ficar, o Flamengo quer manter o jogador. O impasse, porém, ainda existe: o tempo contratual. O clube oferece um ano, o meia quer vínculo de dois anos. Sem acordo e de olho no relógio, as partes conversam.

RIVAIS DE OLHO

Aos 34 anos, Everton Ribeiro interessa a muitos clubes do Brasil e tem propostas na mesa. Cruzeiro e Internacional acompanham as tratativas, e o Corinthians também observa a situação. Fluminense e São Paulo foram outros times que comentaram sobre o desejo pelo atleta.

Everton Ribeiro está no Flamengo desde 2017, é ídolo do clube, capitão da equipe e tem uma história marcada por conquista. Na bagagem, muitos títulos, entre eles: duas Libertadores, dois Brasileiros, duas Supercopas do Brasil, uma Recopa Sul-Americana, uma Copa do Brasil e três cariocas.

Últimas