Na Tailândia, Alexandre Gama se diz surpreso com volta do futebol apenas em setembro

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o esporte no país teve que ser adiado mais de uma vez. Jogadores ficarão cerca de sete meses sem atuar

Lance

Lance

Lance

Treinando o Muang Thong United, que disputa a primeira divisão da Tailândia, Alexandre Gama se mostrou surpreso pelo adiamento do campeonato. Em conversa exclusiva com o LANCE!, o técnico explicou a situação e disse que os jogadores ficarão cerca de sete meses parados.

- Aqui a Liga parou no dia 3 de março. A primeira volta era no dia 18 de abril, mas não ocorreu. Depois remarcaram para 5 de maio e agora só voltará no dia 5 de setembro. Foi uma surpresa para todos. Fomos avisados que querem que corte 50% dos salários. Falaram que a FIFA deve ajudar, mas não acredito. A gente está esperando a posição da Federação da Tailândia. Achei um erro a mudança do campeonato. Ficaremos parados de seis a sete meses. É muita coisa. Praticamente mata o campeonato, era um dos que mais estava crescendo na Ásia em termos de patrocínio, qualidade, investimento...

Ele se diz surpreso com essa determinação e confessa que, em momento algum, foram perguntados sobre algo.

- Tomamos um susto com essa nova determinação. Na verdade, o campeonato volta em setembro com apenas quatro jogos. Nós só atuamos em quatro partidas e o campeonato irá retornar. Nesse momento, as pessoas que realmente fazem o futebol deveriam ajudar com alguma informação, saber qual o objetivo disso tudo. Mas em nenhum momento foi perguntado nada.

O treinador explicou como está a situação do coronavírus na Tailândia.

- Os casos do coronavírus dizem que estão diminuindo. Mas ainda estão bem receosos de liberarem tudo, mas os casos estão se mantendo estáveis.