Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Momento ruim de protagonistas do Fluminense impacta nos resultados da equipe na temporada

Fernando Diniz e Germán Cano estão deixando a desejar

Futebol|Do R7


Lance
Lance

Além da eliminação da Copa do Brasil, o Fluminense não vive um grande momento na temporada. Atualmente, o Tricolor acumula cinco jogos sem vitórias, mas também cinco partidas consecutivas em que não consegue balançar as redes dos adversários.

A fase de Fernando Diniz e Germán Cano vem impactando diretamente no resultado do Fluminense, que está eliminado da Copa do Brasil, deixou de ter a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores e ocupa apenas a 8ª colocação do Campeonato Brasileiro. Isso tudo após um grande início de ano e com a conquista do Campeonato Carioca sobre o Flamengo.

POUCA CRIATIVIDADE

Conhecido por aplicar um conceito de jogo muito ofensivo, Fernando Diniz vive seu segundo pior momento no comando do Fluminense somando suas duas passagens pelo Tricolor. Em 2019, o treinador de 49 anos acumulou uma sequência de sete partidas sem vencer, enquanto tem cinco jogos sem triunfos atualmente.

Publicidade

Mas além dos resultados ruins, a equipe das Laranjeiras vem apresentando muita dificuldade nas últimas partidas em criar oportunidades de gols. Levando em consideração os últimos seis jogos do Tricolor, a equipe comandada por Diniz finalizou apenas 55 vezes (sejam elas no alvo ou não) contra os adversários, sendo apenas 16 na direção do gol.

Por conta de algumas lesões, o Fluminense deixou de ter peças importantes que contribuíam na criação de jogadas, como Alexsander e Marcelo, que costumavam alternar de posição e confundir o adversário. Mas também Keno está lesionado desde o início do mês e obrigou Fernando Diniz a mexer na formação da equipe, que deixou de atuar com três atacante para ter mais peças no setor do meio de campo.

Publicidade

MÁ FASE DO CENTROAVANTE

A dificuldade em criar grandes oportunidades impacta diretamente nos números de Germán Cano, que chegou a cinco jogos sem marcar gols e vive seu maior jejum desde que chegou no Fluminense. O centroavante passou em branco contra o Cuiabá, Flamengo, Botafogo, Corinthians e Flamengo, novamente.

Segundo os dados do "Footstats", o centroavante finalizou apenas nove vezes nos últimos cinco jogos em que esteve em campo (o atleta não participou da partida contra o The Strongest"), sendo apenas uma em direção ao gol do seu rival. E até o momento, Cano foi responsável por marcar 41% dos gols do Fluminense na temporada.

Com a dupla em má fase, o Tricolor não consegue manter o mesmo rendimento que vinha tendo no início da temporada. Entre os dias 5 e 25 de abril, a equipe de Fernando Diniz engatou uma sequência de sete vitórias consecutivas, enquanto Cano anotou seis gols nesse período. Após uma derrota com uma equipe alternativa contra o Fortaleza, o Tricolor embalou outras três vitórias em quatro partidas, onde o camisa 14 estufou as redes dos rivais quatro vezes.

O Fluminense espera recuperar seus jogadores, uma vez que encontra poucas alternativas em seu elenco para suprir as ausências de Marcelo, Alexsander e Keno. Fernando Diniz entende que sua equipe precisa evoluir, criar chances como criou contra o Corinthians, mas ser mais efetivo na hora de conclusão. Enquanto isso, Cano precisa fazer as pazes com o gol e deixar a ansiedade de lado após desperdiçar grandes chances no duelo que culminou com o fim do sonho tricolor na Copa do Brasil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.