Futebol Michel Araújo se despede do Fluminense e não esconde desejo de retornar: 'Voltarei para o Fluzão'

Michel Araújo se despede do Fluminense e não esconde desejo de retornar: 'Voltarei para o Fluzão'

Uruguaio está de saída por empréstimo para o Al-Wasl, dos Emirados Árabes, aonde será treinado por Odair Hellmann, ex-técnico do Flu

Lance
Lance

Lance

Lance

De saída do Fluminense, o meia-atacante Michel Araújo se despediu dos seus companheiros na última quinta-feira. Negociado com o Al-Wasl, dos Emirados Árabes, o uruguaio será treinado por Odair Hellmann, ex-técnico do Tricolor. Em mensagem de agradecimento para a torcida, o jogador falou sobre o carinho pelo clube, a boa temporada em 2020 e não escondeu o desejo de retornar após o final do empréstimo de um ano.

> Veja qual o horário da decisão do Carioca

- Foi uma temporada muito positiva, em que consegui jogar quase todos os jogos e a maioria deles como titular no Brasileiro, que é o campeonato mais importante do país. Eu senti muita confiança durante esse tempo. Também me senti muito identificado com o Fluminense, com a forma de jogar da equipe e o carinho da torcida. Agradeço sempre esse carinho. Sinto gratidão e que vou voltar no ano que vem para continuar jogando no Fluzão. Vou sempre ser um torcedor do Fluminense. Acho que vai ser um ano muito bom para mim também. Para conseguir jogar lá e voltar no ano que vem melhor, mais forte e com mais dinâmica - disse o jogador.

RELEMBRE A NEGOCIAÇÃO

A cessão por parte do Fluminense tem passe de compra fixado em 3,5 milhões de dólares (cerca de R$ 19,8 milhões) ao fim do vínculo. O clube ainda fatura mais 300 mil dólares (R$ 1,7 milhão na cotação atual) pelo empréstimo. A informação foi dada inicialmente pelo "Saudações Tricolores" e confirmada pelo LANCE!. Vale lembrar que o vínculo atual de Michel com o Tricolor é até o final de 2023.

Com 43 jogos e dois gols pelo Fluminense, Michel Araújo foi contratado no início de 2020. Na ocasião, o clube desembolsou 700 mil dólares (cerca de R$ 3 milhões na cotação da época). Entretanto, o jogador acabou perdendo espaço com a chegada de Roger Machado.

Nesta temporada, Michel foi titular no clássico com o Flamengo, além das vitórias contra Bangu e Boavista, e foi substituído no segundo tempo em todas. O meia-atacante ficou no banco em outros três jogos e chegou ser barrado em duas oportunidades.

Últimas