Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Messi não vai jogar em estádios da MLS com grama sintética, afirma jornal

Don Garber deu aval para clubes realizarem alterações; custo é de cerca de 3,2 milhões de reais

Futebol|Do R7


Lance
Messi não vai disputar partidas da MLS em estádios com grama sintética (CHANDAN KHANNA / AFP)

A passagem de Lionel Messi pelo Inter Miami marca uma ascensão da MLS (Major League Soccer). Segundo o jornal 'Sportico', um dos acordos do craque argentino seria não disputar partidas em estádios que tenham grama sintética.

Atualmente, seis clubes da Liga fazem uso da grama artificial e receberam o aval de Don Garber, comissário da MLS, para fazer as alterações que acharem necessárias, como a implementação da grama natural.

+ Arsenal no topo! Saiba os 25 clubes com os elencos mais valiosos do mundo

- A MLS promove muitos jogos internacionais e conseguimos trazer grama natural para esses estádios [para esses jogos], mas nunca fizemos isso para um jogo da temporada regular. Minhas expectativas são de que eles farão isso, mas há muito trabalho a ser feito para descobrir tudo isso

Publicidade

Apesar do pedido do jogador e a provável mudança dos clubes para ter a oportunidade de receber Lionel Messi em seus estádios, o Atlanta United FC não estaria disposto a fazer as alterações no Estádio Mercedes-Benz, que vai receber o Inter Miami no dia 16 de setembro.

- Você pode perguntar a Tata Martino, ele está familiarizado com a qualidade do nosso gramado. Ele pode explicar a seus jogadores como é bom e seguro jogar em nosso estádio - disse Garth Lagerwey, presidente Atlanta United.

Ainda segundo o 'Sportico', os custos do processo de instalação de grama natural nos estádios poed custar de 600 mil a 900 mil euros (entre R$3,2 mi e R$4,8 mi). Em 2019, o Atlanta United trocou para grama sintética por €700 mil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.