Futebol Messi ganha 'primeiro' título pela Argentina e eleva ainda mais seu patamar na história da seleção

Messi ganha 'primeiro' título pela Argentina e eleva ainda mais seu patamar na história da seleção

Craque adiciona taça a conquistas não 'oficiais', cresce no coração dos argentinos e apimenta rivalidade com Maradona, que não ganhou Copa América nem título no Brasil

Lance
Lance

Lance

Lance

A atuação dele na final contra o Brasil não foi das melhores. É verdade. Ele perdeu um gol inacreditável. Também é verdade. Mas a imagem que vai ficar é de Messi dando uma volta olímpica no Maracanã e tirando a Argentina de uma incômoda fila de 28 anos.

Com a conquista no Rio, ele conseguiu ter ainda mais espaço no coração do torcedor argentino, que muitas vezes o acusou de não ser tão patriota. Afinal, ele mora e joga em Barcelona desde os 13 anos, mas a emoção da conquista demonstrou o contrário.

Foi apenas o primeiro título oficial dele com a camisa dos hermanos, mas ele já tinha dado muitas alegrias ao seu país. Em 2005, foi campeão mundial sub-20. Três anos depois, 2008, ele ganhou medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, com direito a chocolate sobre o Brasil nas semifinais.

Em 2019, fez o gol do título do Superclássico das Américas: 1 a 0 em cima da Seleção Brasileira, na Árabia Saudita. Ao todo, são cinco gols diante do Brasil, sendo um hat-trick em 2012.

Além de fazer o Brasil sofrer em algumas oportunidades e dos títulos conquistados, Messi é também o jogador com mais partidas (151) e gols (76) na história da seleção argentina.

Rivalidade com Maradona

Na rivalidade entre Messi e Maradona, o atual camisa 10 conquistou uma taça que o antigo não conseguiu. Ambos ganharam uma Olimpíadas e um torneio "amistoso" (Superclássico e Artêmio Franchi). Maradona levou a Copa de 86, enquanto Messi foi vice em 2014. Mas o craque do Barcelona tem os recordes citados acima. Quem é melhor? Você decide. Seja quem for, o futebol agradece.

Últimas