Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Messi abre o jogo sobre Inter Miami, Bola de Ouro e faz revelação sobre transferência ao PSG: 'Eu não queria deixar o Barcelona'

Camisa 10 concedeu a primeira entrevista coletiva nos Estados Unidos

Futebol|Do R7


Lance
Messi concedeu a primeira entrevista coletiva pelo Inter Miami (MEGAN BRIGGS / AFP)

Desde que Lionel Messi chegou ao Inter Miami, o jogador se tornou destaque do time e lidera a artilharia em pouco tempo. Nesta quinta-feira (17), o argentino concedeu a primeira entrevista coletiva e falou sobre o novo clube, Bola de Ouro, Barcelona e Paris Saint-Germain.

Em uma janela de transferência marcada pela ida ao futebol árabe, o camisa 10 optou pelo desafio do futebol norte-americano. Em seis partidas, sendo cinco vitórias e um empate, Messi já soma nove gols e uma assistência.

+ Vini Jr não recebe votos em prêmio dos melhores da Europa

- Estou feliz e curtindo esta nova etapa neste país, algo que sempre me passou pela cabeça. As pessoas facilitam muito, desde o clube até os torcedores que encontro. Foi muito mais fácil do que pensávamos.

Publicidade

Na Europa, Messi viveu profissionalmente por 19 anos, sendo 17 pelo Barcelona e dois pelo PSG. Maior jogador do clube espanhol, a saída do camisa 10 não parecia ser realidade até ser concretizada. Pela primeira vez, o jogador revelou que não queria ter deixado o futebol espanhol e a transferência ao PSG não foi programada.

- Como comentei na época, minha ida para Paris não era algo que eu desejava. Aconteceu de um dia para o outro. Eu não queria deixar o Barcelona. Tive que me acostumar rapidamente com um novo lugar depois de tantos anos em Barcelona. Foi difícil, mas infelizmente é muito diferente do que está acontecendo comigo agora em Miami.

Publicidade

A carreira de Messi chegou ao ápice ao vencer a Copa do Mundo de 2022, no Catar, com a Argentina, após bater na trave em 2014, quando saiu derrotado para a Alemanha. Além disso, o camisa 10 foi eleito sete vezes o melhor jogador do mundo, mas conta que o título individual nunca foi maior do que as conquistas coletivas.

- Já disse muitas vezes ao longo da minha carreira. Embora seja um prêmio muito importante e um dos mais bonito a nível individual, nunca lhe dei importância entre aspas. Sempre foquei nos prêmios a nível de grupo. Sorte de ter conquistado tudo na minha carreira. Depois da Copa do Mundo, não penso na Bola de Ouro. Se vier, bem, se não, nada acontece.

Publicidade

Lionel Messi está a uma partida de se tornar campeão pela primeira vez com o Inter Miami. O time norte-americano entra em campo no sábado (19), às 22h (de Brasília), contra o Nashville, pela decisão da Leagues Cup.

- Estamos prestes a jogar uma final, o povo está muito feliz. O time cresceu muito com a chegada de Tata Martino (técnico) e estamos muito felizes por ter conseguido atingir o primeiro objetivo, que era a classificação para a Concachampions.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.