Mesmo com pandemia, Santos espera receber verba de materiais esportivos

Grupo Dass, que representa a Umbro no Brasil, até o momento não acenou dificuldades no repasse do pagamento em 2020

Lance

Lance

Lance

A pandemia do novo coronavírus tem deixado todas as equipes preocupadas com suas receitas. Há temor quanto ao repasse de verbas de patrocínio e fornecimento de materiais esportivos. No segundo caso, o Santos não deve ter problemas.

O Grupo Dass, que detém a licença da Umbro, fornecedora do Peixe, no Brasil, não sinalizou até o momento nenhum empecilho no pagamentoao clube, que espera receber integralmente o valor de contrato, firmado em R$ 7 milhões de reais mais 50% dos royalties da marca, podendo chegar a aproximadamente R$ 12 mi.

O vínculo do clube com a empresa britânica vai até o fim deste ano.

Santos e Umbro possuem um casamento antigo, que começou ainda na década de 90, quando o Alvinegro Praiano vestiu a marca entre 1991 e 1992, retornando em 1997 e permanecendo na Vila Belmiro até 2011, 14 anos consecutivos.