Futebol Mesmo com 100% do Conselho, nova gestão do Santos espera oposição: 'Se não tem, é ditadura'

Mesmo com 100% do Conselho, nova gestão do Santos espera oposição: 'Se não tem, é ditadura'

Vice-presidente do Alvinegro, José Carlos Oliveira, acredita em cobranças saudáveis por parte dos novos conselheiros. Ele, ao lado de Rueda, se reúne com Rollo nesta terça-feira

Lance
Lance

Lance

Lance

Mesmo obtendo 100% do Conselho Deliberativo, a nova gestão do Santos presidida por Andres Rueda e José Carlos de Oliveira espera por cobranças e oposição nas reuniões a partir de 2021.

- Ganhar eleição já é gratificante, agora ganhar 100% e saber que todas aquelas pessoas que estiveram com você, estarão no Conselho, você terá mais paz para tocar assuntos internos. Porém, tenho certeza que no nosso grupo terá oposição sadia, saudável. A oposição que precisa ter. Por que? Porque se não tem oposição, é ditadura. Nenhuma ditadura, seja de esquerda ou de direita, ela é saudável - falou José Carlos de Oliveira com exclusividade ao LANCE!

Não é segredo que os primeiros planos da nova gestão é resolver pendências financeiras. O vice-presidente detalhou as mais importantes para serem resolvidas a partir do dia 1º de janeiro.

- Primeiro plano é o financeiro, precisamos resolver a sangria em 1º de janeiro. Nós vamos ter folha de pagamento para pagar, nós vamos ter 13º para pagar, temos impostos atrasados a pagar, pendências na Fifa. As primeiras providências são o financeiro - explicou o novo vice-presidente do Peixe.

>> Confira aqui o chaveamento da Libertadores 2020

E o novo Comitê Gestor já se reuniu no domingo. A conversa durou pouco e foi apenas para definir os primeiros passos da gestão. Já o encontro com o atual presidente Orlando Rollo será nesta terça-feira.

Rueda venceu as eleições deste sábado, na Vila Belmiro, com mais de 3.000 votos (48,4%).

Últimas