Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Méndez fala sobre questão envolvendo número de estrangeiros: 'Quem cuida é o treinador'

O equatoriano teve seu primeiro jogo no estádio do Morumbi e comentou sobre o fim do tabu 

Futebol|

Jhegson Méndez foi titular durante o clássico do São Paulo contra o Corinthians, na derrota por 2 a 1. Este foi o primeiro jogo do reforço no estádio do Morumbi. Antes, só tinha jogado na Arena Fonte Luminosa e no Allianz Parque. O equatoriano falou sobre seu primeiro jogo em casa, mesmo com o resultado negativo, e comentou sobre a questão envolvendo o excesso de estrangeiros no plantel.

Com mais de 50 mil presentes, destacou que o elenco ficou 'incomodado com o resultado', mas agradeceu o apoio da torcida. Segundo suas palavras, o resultado negativo partiu de alguns 'erros e descuidos' que a equipe cometeu em campo.

ATUAÇÕES: Jhegson Méndez é destaque na derrota do São Paulo; veja as notas

Veja tabela do Campeonato Paulista e simule as próximas partidas

Publicidade

- Agradecer aos torcedores que vieram nos apoiar. Claramente estamos muito incomodados pelo resultado, sabendo que era um clássico que tínhamos que ganhar, mas é importante lembrar que tivemos muitas chances de causar danos a eles e nos erros e descuidos nossos eles fizeram dois gols. Então, acho que temos que arrumar coisas para a sequência - disse.

Veja as movimentações do São Paulo na janela de transferências

Publicidade

Equatoriano, Méndez esbarra no mesmo problema que todos os estrangeiros do Tricolor paulista estão enfrentando: o limite de apenas cinco relacionados por partida. O jogador não foi relacionado contra a Portuguesa, mas esteve presente contra o Corinthians. Porém, Galoppo e Gabriel Neves ficaram de fora.

De acordo com volante, quem decide qual jogador entrará em campo ou não é Rogério Ceni. Méndez ainda completou dizendo que todos trabalham da mesma forma, mas a decisão fica nas mãos do treinador.

Publicidade

- Acredito que a questão dos estrangeiros quem cuida é o treinador, são decisões dele de quem está e quem não está e só pode ser decidido por ele. Nós trabalhamos durante a semana sempre para estarmos à disposição da equipe e depois em algum momento quem toma a decisão é o técnico, pensando no que precisa para a partida e o que é apresentado a cada jogo por nós - explicou.

Com a derrota em casa, o São Paulo deu fim a um tabu que era mantido desde 2017. Há quase seis anos, o Tricolor não perdia um Majestoso no estádio do Morumbi. Méndez afirmou que isso 'dá tranquilidade' para o adversário, e deixa o São Paulo 'mais pensativo', mas falou mais uma vez que os dois gols do rival partiram de descuidos da equipe de Ceni.

- Isso (tabu) normalmente dá a eles tranquilidade e nos deixa um pouco mais pensativos, sabendo que são detalhes que não podemos mais comenter. Foram dois descuidos em que eles fizeram os dois gols, mas não podemos ficar loucos, sabendo que o torneio é longo e temos que seguir trabalhando e ajustando detalhes que faltam. E sem dúvida pode ver na partida que fomos dominantes e em muitas opções que ficaram mais claras e esperamos ser mais eficientes da próxima vez - completou.

Agora, com uma semana para poder se preparar, o São Paulo só volta a campo no domingo (5). O Tricolor encontrará o Santo André, no estádio Bruno José Daniel. Mesmo com a derrota no Majestoso, segue na liderança do grupo B com oito pontos.

Méndez
Méndez Méndez

Méndez ainda não tinha jogado no estádio do Morumbi (Foto: Reprodução)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.