Membro de CG do Santos comenta sobre redução salarial e patrocínios

Pedro Doria falou sobre a decisão de redução de 70% do salário dos jogadores durante a pandemia e renovação de patrocinadores mesmo com a pandemia do novo coronavírus

Lance

Lance

Lance

O membro Comitê de Gestão do Santos, Pedro Doria, falou sobre a polêmica redução de 70% do salário dos jogadores em razão da grave crise financeira provocada pela pandemia do novo coronavìrus. Segundo ele, a medida foi tomada para preservar os empregos dos demais funcionários do clube.

- Dentro dessa política que nós adotamos nesse período de pandemia, protemos o que podíamos dar. Trabalhamos com muita transparência em relação a isso. Ninguém gosta de mexer no bolso. O Santos fez com que chegasse a um ambiente que preservasse empregos e a manutenção das atividades. Vemos clubes co-irmãos que passam por diversas dificuldades, esperando uma venda extraordinária e que deve três meses de salário. Nos comprometemos a reembolsá-los assim que esse processo acabar - afirmou, em live no Instagram com o jornalista Fellipe Camargo.

Pedro Doria aproveitou para falar sobre os patrocinadores do Peixe. Segundo ele, haverá anúncios de renovação dos mesmos nos próximos dias.

- Conseguimos renovar patrocinadores, trouxemos novos patrocínios, mantemos estável nosso programa de sócios, que é uma arrecadação importante, que dá em torno de R$ 1,1 milhão por mês. Vamos anunciar novas renovações de patrocinadores agora. Esse otimismo fez com que a gente conseguisse honrar os compromissos - finalizou.