Mário Bittencourt revela que Fluminense terá plano de sócio por R$ 40 para torcedor de baixa renda

Presidente do clube, Mário Bittencourt disse que modalidade será destinada para torcedores com renda de até R$ 1500. Dirigente também falou sobre sistema de pontos

Lance

Lance

Lance

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, revelou que o novo programa de sócios do clube, que será lançado em fevereiro, terá uma modalidade para torcedores de baixa renda. Ao programa "Donos da Bola, da Band, o mandatário afirmou que as pessoas que comprovarem ter renda mensal de até R$ 1.500,00 poderão se cadastrar no plano que custará R$ 40 por mês e terão direito a ir a todos os jogos do Tricolor como mandante, sem precisar pagar a mais pelo ingresso.

- Criamos um programa que atenderá as pessoas de menor salário. Tudo e qualquer tricolor que ganhar até R$ 1.500,00 passará por um cadastro feito pessoalmente no Fluminense, e por R$ 40 por mês terá direito a ver todos os jogos do Fluminense sem pagar mais nada - disse Mário Bittencourt, antes de complementar:

- Será num setor específico do Maracanã, a Leste Superior. A torcida do Fluminense prefere ver o jogo atrás do gol, do que no meio. O ingresso mais caro vai continuar atrás do gol e pessoas que ganham até R$ 1.500, terá de comprovar, pagará R$ 40 por mês e verá os jogos.

O dirigente também revelou inspiração no Bahia, clube que tem feito diversas ações de inclusão social no futebol.

- Clubes como Bahia já fazem isso, não estamos inventando a roda. Estamos aproveitando boas ideias. O Bahia tem cerca de 5 mil sócios nessa modalidade.

Ainda sobre o novo programa de sócios do Fluminense, Bittencourt falou sobre um sistema de pontos que passará a valer a partir do Campeonato Brasileiro.

- Vamos implementar um sistema de pontuação. Quanto mais o torcedor for ao jogo e mais consumir, mais preferência e experiência terá. Esse sistema de pontos só entrará em vigor no Campeonato Brasileiro. As novas modalidades entram agora em fevereiro - finalizou o dirigente tricolor.