Futebol Marcos Paulo mostra maturidade para se tornar o fio condutor do setor ofensivo do Fluminense

Marcos Paulo mostra maturidade para se tornar o fio condutor do setor ofensivo do Fluminense

Preciso nos passes e sem temer se arriscar em campo, jogador de 19 anos ganha crédito com o técnico Odair Hellmann, que frisa: 'Tem margem de crescimento muito grande'

Lance
Lance

Lance

Lance

A vitória por 3 a 1 do Fluminense sobre o Athletico-PR, no último sábado, passou pelo fôlego de um garoto que a cada dia tem comprovado sua maturidade em campo. Aos 19 anos, Marcos Paulo não fugiu da responsabilidade de ser o fio condutor na missão de levar o Tricolor das Laranjeiras à virada em uma partida que se desenhava desafiadora no Maracanã.


Além de dar o passe para o veterano Nenê igualar o placar, o camisa 11 não viu sua coragem para arriscar finalizações culminar em brechas para marcar os seus dois gols no jogo. Seu desempenho ainda deixou outros números promissores.

De acordo com o SofaScore Brazil, quatro das suas sete oportunidades foram na direção da meta de Santos. Além disto, cinco passes foram decisivos.

- É um jovem jogador de potencial. Tem margem de crescimento muito grande. Vai evoluir muito ainda - afirmou o técnico Odair Hellmann.

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO E SIMULE OS RESULTADOS DOS JOGOS

Outros fatores também chamaram atenção em seu desempenho no Maraca. O camisa 11 venceu cinco dos seis duelos contra adversários (83%) e acertou todos os dribles que tentou, de acordo com a análise do Sofa Score Brazil.

Sua versatilidade voltou a chamar atenção. Sob o comando de Odair Hellmann, o jogador de 19 anos atuou tanto como um atacante de lado quanto como um "falso 9". No entanto, o treinador já detalha qual deve ser o melhor caminho para o "moleque de Xerém".

- Ele tem uma característica de somente vir no entre linhas, buscar o espaço para receber esse passe e fazer a movimentação, o penúltimo passe ou até uma finalização. Ele não é aquele cara que, quando joga de 9, vai brigar lá pela bola aérea, primeira bola. Então, a gente tenta tirar o máximo o jogo desse aspecto, quando ele joga por dentro. Às vezes, precisa desse movimento - frisou, para em seguida mostrar otimismo:

- Mas nesses outros movimentos, ele tem facilidade e vai crescer muito ainda - completou.

Independentemente do setor no qual atuará, cabe ao treinador manter Marcos Paulo acomodado para que o Fluminense encontre os atalhos até a rede.

Últimas