Futebol Marcão lamenta 'tarde ruim' do Fluminense e despista sobre futuro: 'Pensando só neste momento'

Marcão lamenta 'tarde ruim' do Fluminense e despista sobre futuro: 'Pensando só neste momento'

Treinador ainda explicou opção por manter a formação e a substituição de André no intervalo da derrota para o Bahia

Lance
Lance

Lance

Lance

O Fluminense fez péssima partida e perdeu a oportunidade de se garantir na Libertadores ao ser derrotado pelo Bahia por 2 a 0, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a partida, o técnico Marcão afirmou, em entrevista coletiva, que foi uma tarde "para ser esquecida" e lamentou o primeiro tempo ruim da equipe. Ele ainda explicou a opção por manter Wellington e André na equipe, apesar de ter tido a volta de Martinelli.

- Foi uma tarde ruim. Viemos de um jogo forte, uma composição muito boa diante do campeão brasileiro e optamos por manter a equipe. Fizemos bons treinamentos na semana com essa formação, mas o primeiro tempo foi muito ruim. Todos nos cobramos no intervalo para voltar de forma diferente, mas já havíamos levado dois gols. Perdemos oportunidades, precisávamos de um gol para colocar pressão. Mas foi uma tarde para ser esquecida. A cobrança é nossa, vamos nos concentrar para a próxima partida para que o que fizemos de ruim não aconteça novamente - analisou.

Veja a tabela do Brasileirão

Com o resultado, o Fluminense fica com 51 pontos em sétimo lugar na tabela e precisa bater a Chapecoense na quinta-feira, às 21h30, no Maracanã, para ir à competição continental. A briga por uma vaga direta na fase de grupos agora depende de outros resultados.

​- O errado é que o primeiro tempo foi muito ruim. Era um jogo de muita luta pelo adversário, entrega. Lógico que a responsabilidade é nossa, vamos dividir isso. Tivemos alguns erros individuais, mas que fique claro que é dividido do grupo, as escolhas são minhas. Tentamos voltar para o jogo, até conseguimos no começo do segundo tempo, ficando com a bola e finalizando, coisa que não tínhamos feito no primeiro tempo. Tivemos chances, mas infelizmente não marcamos. Foi um primeiro tempo muito abaixo, de uma forma que não estamos acostumados a jogar - completou.

No intervalo, Marcão optou por tirar André, que joga mais avançado na presença de Wellington e tem rendido menos por isso. O treinador explicou que a opção foi por conta de uma pancada que o volante levou e pela necessidade de dar mais dinâmica ao meio-campo. O Flu tem uma extensa lista de lesionados e perdeu quatro jogadores para a última rodada.

- Ele levou uma pancada no fim do primeiro tempo, teve atendimento médico em duas situações. Eu precisava tirar um volante mais posicional para colocar uma peça que tivesse mais posse de bola. Ficou entre ele e Wellington, mas no momento vimos que ele levou uma pancada e poderia logo depois sentir, então optamos por tirá-lo - explicou.

Efetivado após a demissão de Roger Machado, Marcão tem contrato até o fim desta temporada com o Fluminense. Perguntado sobre o futuro, o treinador afirmou que ainda não fala sobre isso e aguarda o término do campeonato para sentar com a diretoria.

- Estou pensando só neste momento, em cumprir mais uma missão. Depois que acabar vamos sentar na mesa para saber qual vai ser a melhor posição para o Fluminense. Estamos sempre à disposição - finalizou.

Últimas