Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Maracanã recebe pela primeira vez duelo entre Fluminense e Olimpia, na Libertadores

Confronto vale vaga na semifinal da principal competição de clubes do continente

Futebol|

Apesar das discussões em relação ao gramado, o Maracanã receberá o duelo entre Fluminense e Olimpia, pelas quartas de final da Libertadores, pela primeira vez em sua história. O confronto já aconteceu duas vezes no Rio de Janeiro, mas apenas em São Januário e no Nilton Santos.

O Lance! relembra os confrontos que não forma positivos para o Tricolor das Laranjeiras, que espera escrever uma nova história a partir de quinta-feira (24) atuando em sua casa.

LIBERTADORES 2013

Em 2013, o Maracanã permaneceu fechado até o início da Copa das Confederações, em que a Seleção Brasileira conquistou o título com uma épica vitória sobre a Espanha. Mas após as obras no estádio visando a Copa do Mundo 2014, o local não recebeu partidas de clubes durante o primeiro semestre.

Publicidade

Por conta disso, o Fluminense precisou atuar em São Januário para um público de 16.907 presentes. Naquela partida, O Time de Guerreiros teve uma grande oportunidade de abrir o placar, mas parou em grande defesa do goleiro Martín Silva, que anos mais tarde viria a atuar com frequência no estádio da zona norte do Rio de Janeiro com a camisa do Vasco.

O Fluminense teve 72% de posse de bola contra apenas 28% do Olimpia, mas a superioridade numérica não conseguiu ser traduzida em gols. A equipe comandada por Abel Braga na época levou o 0 a 0 para o Paraguai, mas foi derrotado fora de casa por 3 a 1 e deixou a Libertadores nas quartas de final.

Publicidade

LIBERTADORES 2022

E se o gramado do Maracanã vem gerando grande repercussão nos últimos dias, a partida entre Fluminense e Olimpia pela 3ª fase da Libertadores aconteceu no Estádio Nilton Santos justamente por conta de uma reforma que vinha acontecendo no campo para melhorar o terreno do jogo.

Publicidade

Naquela ocasião, o Tricolor conseguiu colocar 31.799 torcedores no local, quase o dobro do número de presentes nove anos antes, no jogo disputado em São Januário. E o Time de Guerreiros construiu um grande resultado com uma vitória por 3 a 1, mas sofreu uma derrota por 2 a 0 no Paraguai e foi eliminado nos pênaltis antes mesmo de chegar na fase de grupos.

Na ocasião, o Nilton Santos ainda utilizava um gramado natural, assim como o Maracanã. O Botafogo passou a jogar no campo sintético apenas na temporada atual.

EXPECTATIVA PARA 2023

Essa não será a primeira vez do Olimpia no Maracanã, que inclusive conseguiu sair vivo do Rio de Janeiro nas oitavas de final ao ser derrotado pelo Flamengo por apenas 1 a 0. Mas será a estreia da equipe paraguaia contra o estádio com a presença de mais de 60 mil tricolores que sonham com a conquista do inédito título da Libertadores.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.