Futebol Mantido preso em hotel, Cannavaro alega ter sido sequestrado por time

Mantido preso em hotel, Cannavaro alega ter sido sequestrado por time

Treinador do Guangzhou Evergrande foi centro de incidente diplomático no Qatar após ser mantido em hotel pelo clube

Lance
Campeão do mundo em 2006, Cannavaro comanda o Guangzhou Evergrande

Campeão do mundo em 2006, Cannavaro comanda o Guangzhou Evergrande

Lance

O treinador Fabio Cannavaro se envolveu em um grande incidente diplomático em Doha, no Qatar. Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, ele e os jogadores do Guangzhou Evergrande ficaram presos em um hotel por doze dias.

Os doze dias no hotel teriam sido um suposto "castigo" da direção do clube ao treinador e aos jogadores após a equipe perder a final do Campeonato Chinês para o Jiangsu Suning, em novembro, e ser eliminada para o Suwon Bluewings, em dezembro, na Liga dos Campeões Asiática.

A Gazzetta dello Sport revela que Cannavaro procurou a embaixada italiana para resolver a situação, alegando que havia sido sequestrado. O clube chinês, por sua vez, afirma que estava cumprindo os protocolos relacionados à covid-19.

Fabio Cannavaro está em sua segunda passagem pelo Guangzhou Evergrande, e desde que voltou ao clube chinês, em novembro de 2017, treinou o time em 112 ocasiões, vencendo um Campeonato Chinês e uma Supercopa da China.

Decisão brasileira! Relembre últimos finalistas da Copa Libertadores

Últimas