Futebol Maior torcida organizada do Santos solta manifesto e pede mudanças

Maior torcida organizada do Santos solta manifesto e pede mudanças

Torcida Jovem quer mudança de postura de cartolas e jogadores do Peixe para 2022

Lance
Lance

Lance

Lance

A maior organizada do Santos, a Torcida Jovem, divulgou nesta sexta-feira (10) um manifesto nas redes sociais. A principal cobrança é em relação ao planejamento para próxima temporada. Em nota, a TJ comentou que é inadmissível o clube lutar apenas para não cair.

- Com o fim dos jogos do Santos Futebol Clube no ano, a Torcida Jovem registra sua total insatisfação com os resultados na temporada. É inadmissível que um clube de grandeza imensurável seja exposto de maneira vexatória, perdendo protagonismo e, pior do que isso, ameaçando rebaixar a história do maior do mundo - disse o pronunciamento.

Ainda foi comentado sobre o apoio à gestão atual. Vale lembrar que em outubro, quando o Peixe vivia o alto da crise, o presidente Andres Rueda recebeu membros da direção. No encontro, os torcedores reforçaram as cobranças exigindo melhorias e mudanças para tirar o Santos da posição incômoda no Campeonato Brasileiro.

- Encerramos 2021 reforçando nosso apoio à gestão, mas exigimos uma mudança radical na postura de todos no Santos FC. Da diretoria aos jogadores, é preciso traçar um plano vencedor para 2022 - completou.

Confira o pronunciamento completo:

Com o fim dos jogos do Santos Futebol Clube no ano, a Torcida Jovem registra sua total insatisfação com os resultados na temporada. É inadmissível que um clube de grandeza imensurável seja exposto de maneira vexatória, perdendo protagonismo e, pior do que isso, ameaçando rebaixar a história do maior do mundo.

Não é de hoje que alertamos e cobramos medidas para evitar uma catástrofe. É importante recordar a participação da Torcida Jovem no primeiro impeachment da história do Santos, colocando fim na gestão desastrosa de Peres. Não fosse a investida contundente da TJ e dos santistas indignados com o descaso de Peres e seus aliados, certamente o clube estaria em uma pior condição.

Porém, a atual gestão também cometeu erros decisivos e significantes para esse ano vergonhoso. Não aprendeu nada com as seguidas falhas dentro e fora de campo que quase nos rebaixaram no Paulista. Ainda no estadual, colocamos nossas vidas em risco em meio a uma pandemia para ocupar os espaços possíveis, na tentativa de suprir as arquibancadas vazias e reerguer o time. Foi graças ao empenho extraordinário da Jovem e da nação santista que o elenco limitado e desmotivado que vestia nosso manto conseguiu sobrevida. O ano seguiu com incertezas, departamentos perdidos e contratações desesperadas, demonstrando que parte da diretoria toma decisões extremamente equivocadas. O Santos não é para experiências!

Da nossa parte nunca faltou incentivo e compromisso. Abraçamos o elenco, cobramos individualmente atletas, comissão e diretoria, apoiamos o time no CT, nas ruas e nas arquibancadas. Estamos, e sempre estaremos, com o Santos onde e como ele estiver!

Encerramos 2021 reforçando nosso apoio à gestão, mas exigimos uma mudança radical na postura de todos no Santos FC. Da diretoria aos jogadores, é preciso traçar um plano vencedor para 2022. Não iremos tolerar o sucateamento da base, fazendo nosso patrimônio de balcão de negócios para empresários parasitas, chega de usar o Santos como trampolim. Além disso, a presença de funcionários sem ligação com o Santos é inaceitável. Ser santista de coração deve ser a primeira condição para trabalhar no clube. É preciso colocar o Santos no seu lugar: o topo.

Últimas