Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Luxemburgo revela conversa com Renato Augusto no vestiário após classificação do Corinthians na Copa do Brasil

Meio-campista teria exaltado a forma com que o treinador trouxa a confiança ao elenco corintiano e pontuou isso como fundamental para...

Futebol|Do R7


Lance
Luxemburgo e Renato Augusto no primeiro dia de trabalho do treinador no Timão (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

Uma das frases mais célebres do técnico do Corinthians, Vanderlei Luxemburgo, diz ‘que o medo de perder tira a vontade de ganhar’. E nesse ritmo, o Timão conseguiu a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, na noite da última quarta-feira (31). Em casa, a equipe alvinegra venceu o Atlético-MG por 2 a 0, mesmo placar pelo qual tinha perdido o jogo de ida, há duas semanas, mas avançou vencendo nos pênaltis. 

Entre as novidades na escalação inicial, o meia Renato Augusto começou uma partida pela primeira vez desde que se recuperou de uma lesão no joelho. E foi dele a assistência para o primeiro gol corintiano, marcado pelo lateral Matheus Bidu ainda na etapa inicial. Um dos líderes do elenco, Renato atribuiu a Vanderlei Luxemburgo a classificação no vestiário, após a partida, por conta da confiança que o treinador depositou no elenco.

+ Nas mãos de Cássio e pés de Róger Guedes, Corinthians elimina o Atlético-MG e avança na Copa do Brasil

- Tem uma frase minha e todo mundo fala bastante, que o medo de perder tira a vontade de ganhar. Quem está no Corinthians não pode ter medo de perder, tem que ter vontade de ganhar. Isso é uma coisa que eu trago comigo há muitos anos. Aí você vai passando essas coisas para os jogadores e foi muito legal hoje, vou confidenciar uma coisa, que o Renato chegou em mim e disse que a vitória tinha muito a ver comigo, porque eu passei confiança para eles, que eu sempre acreditei que pudéssemos virar. Que era fazer uma sequência boa. E isso eu falava todos os dias, não só no jogo, mas reportava para frente - disse Luxemburgo na entrevista coletiva após o jogo.

Publicidade

E essa evolução é visível para Vanderlei Luxemburgo, que usa isso de combustível para o seu trabalho diário no Corinthians.

- No dia a dia você vê quando os jogadores entendem que chegou uma proposta que eles absorveram. E vão crescendo. E vão ficando mais concentrados do que extrato de tomate. Eu quero conviver com aquilo lá e vê o ambiente interno, de rouparia, de massagista, viver todo o ambiente do clube para saber como as coisas vão acontecer. Acreditei que as coisas. O dia que eu perder a piscada e o friozinho na barriga é hora de largar o futebol - pontuou Luxa. 

Publicidade

+ Classificação do Corinthians na Copa do Brasil rende memes nas redes sociais

Luxemburgo, por sua vez, alerta sobre a necessidade de uma evolução ainda maior e o seu papel de fazer com que o grupo acredite que é possível atingir os bons resultados.

RENATO TITULAR

- Se não você fica muito preso ao hoje e ao ontem. É uma sequência de trabalho que vem evoluindo, e você vai massificando, falando, conscientizando os jogadores que eles podem, vão conseguir, e conseguem o resultado. Não é uma preparação de hoje, é uma sequência - citou o treinador. Renato Augusto em ação na classificaçao corintiana às quartas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

Existia a expectativa que Renato Augusto iniciasse o jogo contra o Galo no banco de reservas, pois ainda não está em plenas condições físicas. Mas Luxemburgo fez questão de utilizar o camisa 8 desde o início da partida.

- Com a experiência que eu tenho, em uma decisão você joga com os melhores. Não dava para esperar o Renato, porque se ele não fosse a gente não iria passar para o jogo seguinte. Para intimidade. Ele percebeu que o Atlético vinha em uma linha de quatro e ajustou dentro de campo. Não estamos falando nada que o futebol não nos permite fazer - destacou Vanderlei.

Renato Augusto atuou por 72 minutos contra o Galo, quando deu lugar ao atacante Adson, logo após o segundo gol corintiano. Neste sábado (3), o Timão volta a campo e enfrenta o América-MG, em Belo Horizonte, pelo Brasileirão. A expectativa é que o camisa 8 possa estar em campo ainda mais minutos nesta partida.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.