Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Luxemburgo explica Bidu no banco e admite partida ruim do Corinthians: ‘Sabia que teríamos uma queda’

Na visão do treinador do Timão, o desgaste para conseguir a classificação na Copa do Brasil afetou a equipe contra o América-MG, pelo...

Futebol|Do R7


Lance
Coelho interrompeu sequência positiva do Timão (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Vanderlei Luxemburgo mexeu poucas peças e optou por manter o esquema de três zagueiros contra o América-MG, mas a estratégia não deu certo e o Corinthians foi derrotado por 2 a 0 na Arena Independência, correndo risco de entrar na zona do rebaixamento do Brasileirão ao final da rodada.

+ Roger Guedes se aproxima da ponta: veja os maiores artilheiros da Neo Química Arena

Bidu foi um dos únicos titulares que não atuou contra o Coelho, e Luxa disse que o lateral teve um desconforto no adutor e já teve problemas na região, por isso decidiu preservá-lo.

- Não coloquei o Bidu pois teve um desconforto no adutor. Ele tinha uma lesão antiga ali, uma fibrose, mas estava tranquilo para jogar. Optei por tirar porque uma lesão no adutor, cinco, seis semanas, aí você perde o jogador por não sei quantos jogos. Preferi deixar ele no banco - iniciou o treinador na coletiva.

Publicidade

+ Todos os jogos do Brasileirão você encontra no Prime Video. Assine já e acompanhe os jogos do Timão

O treinador corintiano quis manter o sistema de três zagueiros para aumentar o entrosamento da equipe e ganhar "gordura" no Brasileirão. Ele também explicou a opção por Renato Augusto no banco de reservas.

Publicidade

- Mantive os três zagueiros. Deixei o Renato no banco pensando na quarta-feira, pois o Brasileirão tem muitos jogos, e evitar uma sobrecarga para não ter uma nova lesão. Foi um jogo ruim, saiu o pênalti para eles, saíram em vantagem. Eles acharam o segundo gol quando fiz as trocas. Mantive a equipe para dar sequência, conhecimento e mantive os três zagueiros para liberar alguns jogadores no jogo - explicou.

- Brasileirão é perigoso, 12 grandes equipes, centenárias estão. Temos que somar pontos para sair da ponta do desconforto e objetivar para cima, para ter gordura para queimar. Por isso mantive a equipe. Sacrifiquei os jogadores, eles vieram de um jogo difícil - ponderou.

Luxa seguiu a linha de discurso de Renato Augusto e atribuiu a derrota ao desgaste que a equipe teve para vencer o Atlético-MG nos pênaltis e se classificar na Copa do Brasil.

- Sabia que teríamos uma queda. Você vem de porrada, porrada, você consegue uma crescida, faz um grande jogo, o emocional vai lá para cima, depois da uma…sabia que era isso. Tentei administrar, motivar o pessoal, mas a parte mental, da necessidade de buscar um resultado contra o Atlético, prevaleceu. Desgaste mental forte, normal que tivesse uma queda - analisou.

+ Veja tabela e os próximos jogos do Corinthians no Brasileirão

O elenco corintiano receberá folga neste domingo e se reapresentará no CT Joaquim Grava na segunda-feira (5). A equipe viajará ao Equador, em duelo de vida ou morte contra o Independiente del Valle, pela Libertadores.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.