Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Lucas Moura tem pressa por estreia e se coloca à disposição de Dorival

Atacante ainda não conversou com comissão técnica sobre o assunto

Futebol|Do R7


Lance
Lucas Moura comentou sobre possível estreia durante coletiva de apresentação (Foto: Divulgação / São Paulo)

De volta ao São Paulo depois de quase 11 anos atuando na Europa, o atacante Lucas Moura quer voltar a vestir a camisa tricolor o mais rápido possível. Pelo menos é o que o atacante afirmou em sua coletiva de apresentação.

+ Renove o seu estoque de camisas do Tricolor com o cupom LANCEFUT 10% OFF

- O meu objetivo é estar pronto o mais rápido possível. Se depender de mim, estou à disposição já no domingo (diante do Atlético-MG pelo Brasileirão). Estou bem fisicamente, eu estava treinando. O que me falta é ritmo de jogo. Foi muito bom ter treinado com os companheiros, ir ao campo - revelou.

O atacante afirmou que ainda não conversou com Dorival Júnior para acertar a data de sua reestreia pelo clube. Mas se colocou à disposição do técnico para atuar o mais breve possível.

Publicidade

A ansiedade não é de se estranhar: durante a entrevista, o atacante afirmou que sentia saudades do Tricolor e que acompanhava o clube na medida do possível enquanto atuava na Europa. Fazendo uma retrospectiva sobre o Lucas do passado e o atual, o camisa 7 afirmou que uma coisa permanece a mesma.

- Tempo voa… Saí daqui menino ainda, novinho, com cabelo (risos)… hoje volto casado, com dois filhos e realizado profissionalmente, com tudo o que construí lá fora. Mas o que permanece igual é minha alegria em jogar futebol, a vontade e o amor pelo que eu gosto de fazer. Vou dar o melhor de mim para ajudar o clube.

Publicidade

Por fim, Lucas fez questão de exaltar os jovens que, assim como ele em 2012, são formados no São Paulo. O atacante passou quatro anos e meio em Cotia, centro de treinamento da base Tricolor, e se disse feliz em ver os jovens ganhando espaço no elenco atual.

- Fico feliz em ver a garotada participando do elenco profissional e subindo para completar os treinos. Passa um filme na cabeça. Fiquei quatro anos e meio em Cotia, aprendi muitas coisas. Hoje volto em uma situação diferente. O São Paulo tem uma mina de Ouro em Cotia e a base pode ajudar muito o elenco profissional, não só dentro de campo como na gestão, na questão financeira.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.