Futebol Luan volta a ganhar chance no Corinthians e agrada Mancini: 'Quis a bola o tempo inteiro'

Luan volta a ganhar chance no Corinthians e agrada Mancini: 'Quis a bola o tempo inteiro'

Treinador corintiano acredita que dando oportunidades ao camisa 7 ele poderá resgatar o bom futebol

Lance

A vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, neste domingo (7), pela terceira rodada do Campeonato Paulista, na Neo Química Arena, marcou o retorno de Luan ao time titular, algo que agradou o técnico Vagner Mancini.

O treinador corintiano entende que o atleta, que já foi o melhor jogador sul-americano, em 2017, quando atuava pelo Grêmio, precisa ter oportunidades para recuperar a boa fase, dessa vez defendendo a camisa do Timão.

Luan - Corinthians x Grêmio

Luan - Corinthians x Grêmio

Lance

(Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

- Vi como positiva, não é ligado a parte técnica, que eu acho que foi boa, mas a participação dele no jogo tem que ser exaltada. Um atleta que procurou o jogo inteiro, está se esforçando e precisa do apoio de todos nós para voltar a ser aquele grande Luan que todos sabemos. Mas tem que jogar, por isso que dei a oportunidade a ele, porque tenho visto nos treinamentos um atleta dedicado e correndo atrás - pontuou Mancini em entrevista coletiva virtual após o jogo.

Luan não iniciava uma partida como titular desde o dia 2 de dezembro, no empate em 0 a 0 contra o Fortaleza, no Castelão, pela 24ª rodada do Brasileirão, desde então não foi relacionado apenas em três oportunidades, entrou no decorrer de cinco partidas e em sete não saiu da reserva.

>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

Participação contra a Ponte

Mancini viu o camisa 7 participativo contra no triunfo contra a Macaca, principalmente antes da chuva torrencial que caiu na Arena e prejudicou bastante o gramado durante o segundo tempo.

- Eu acho que a atuação do Luan foi boa. Participou do jogo, quis a bola o tempo inteiro, e isso é importante quando você quer dar oportunidade a um jogador que esteja disposto a fazer as coisas, e vi essa disposição dele. Foi bem no primeiro tempo, caiu no segundo talvez pela condição do gramado, porque ele é um condutor de bola, quando o campo ficou pesado ele participou menos do jogo, porque não é um jogador de choque, bola aérea - pontuou o treinador.

Contra a Ponte Preta, Luan acertou 33 passes, um aproveitamento de 82,5%, sendo que dois criou situações claras de gol, finalizou duas vezes, uma em direção ao gol e outra pra fora.

Últimas