Futebol Lille, da França, terá que pagar quantia milionária ao treinador da seleção uruguaia por quebra de contrato

Lille, da França, terá que pagar quantia milionária ao treinador da seleção uruguaia por quebra de contrato

Caso aconteceu em 2017, quando time foi comprado por empresário, e sentença ocorreu somente neste ano

Lance
Lance

Lance

Lance

O atual treinador da seleção uruguaia vai receber uma quantia de €2 milhões (cerca de R$10 milhões) pela condenação do Lille, em que foi técnico, em caso que aconteceu em 2017. O tribunal de apelação de Douai, da França, alega que o clube não cumpriu com a 'cláusula de paraquedas' do contrato.

ENTENDA O CASO
O argentino foi contratado em 2017 após a compra do Lille pelo empresário Gerardo Lopez, como parte do projeto de reestruturação do clube. Após 13 jogos no comando da equipe, com resultados negativos, Bielsa foi demitido.
+ Com gol contra de Sergio Ramos, Barcelona vence Sevilla e assume a liderança do Campeonato Espanhol

Antes de assinar o contrato com o time francês, o treinador teve um pré-contrato acertado, em que havia uma cláusula de proteção, chamada de 'paraquedas', que garantia a Bielsa uma recompensa em caso de demissão a qualquer momento.

O entrave entre ambas as partes teve início na justiça em 2021, quando, segundo o advogado do técnico, Benjamin Cabagno, informou que Marcelo Bielsa solicitou 19 milhões de euros (em torno de R$102 milhões). A primeira instância, ocorrida em julho do mesmo ano, rejeitou as reivindicações.

Dois anos depois, o tribunal de apelação da França considerou em €2 milhões os prejuízos do treinador. Segundo Bertrand Wambeke, conselheiro do clube, ambas as partes já foram informadas sobre a decisão final.

Últimas