Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Libertadores: de virada, Athletico-PR perde para Bolivar na altitude e leva desvantagem para jogo da volta em Curitiba

Furacão sai na frente, mas sofre virada na altitude de La Paz e se complica para o jogo da volta

Futebol|Do R7

Lance
Lance Athletico-PR perde para o Bolivar (Foto: AIZAR RALDES / AFP)

!DERROTA FORA DE CASA! O Athletico-PR perdeu para o Bolivar no Hernando Siles, na altitude de La Paz, pelo placar de 3 a 1 nesta terça-feira (1), em jogo válido pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Erick abriu o placar para o Furacão, mas o time boliviano virou o jogo com dois de Ronnie Fernández e Bejarano.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, dia 8, na Ligga Arena, em Curitiba. Para avançar direto, o Athletico-PR necessita de, no mínimo, uma vitória por três gols de diferença. Uma vitória por dois gols leva a decisão da vaga para as quartas de final para os pênaltis.

+ VÍDEO: veja os melhores momentos do empate do Fluminense com o Argentinos Juniors pela Libertadores

!TÁ EM CHOQUE! O Athletico-PR começou o jogo com tudo. Logo de cara, aos nove minutos, Vitor Roque não se intimidou com a marcação dupla pelo lado direito, fez jogadaça e cruzou na medida para Erick, dentro da área, dominar, girar e soltar o pé, colocando o Furacão na frente no placar em La Paz.

Publicidade

!VACILO FEIO! No entanto, a alegria do torcedor rubro-negro durou pouco tempo. Quatro minutos depois, aos 13, Zé Ivaldo errou na saída de bola, o Bolivar acelerou com Ronnie Fernández, que driblou o próprio Zé Ivaldo e tirou do goleiro Bento para empatar o jogo.

!VIRADA! O Bolivar se aproveitou de mais uma falha na saída do Athletico-PR. Aos 27, Bejarano recebeu uma bola vinda da intermediária, avançou com a bola e soltou um belo chute cruzado, rasante, sem chances para o goleiro Bento, colocando o time da casa à frente no marcador no Hernando Siles.

Publicidade

!POLÊMICA! Aos 16 minutos do segundo tempo, um lance controverso manchou a atuação da arbitragem. Em cobrança de escanteio, Zé Ivaldo subiu para cabecear e pediu toque de mão do jogador do Bolivar, que abriu o braço na jogada. No entanto, o árbitro mandou seguir e sequer teve revisão no VAR.

!MAIS UM DELE! Ronnie Fernández foi o grande destaque da noite em La Paz. Aos 30 minutos do segundo tempo, depois de nova tabela entre Salgredo e Chico, o camisa 4 cruzou na medida para o artilheiro cabecear no ângulo do goleiro Bento e ampliar a vantagem boliviana, complicando a situação do Athletico-PR para o jogo da volta em Curitiba.

Publicidade

Como foi o primeiro tempo?

Apesar da altitude, o Athletico começou bem o jogo e chegou a abrir o placar com Erick, após bela jogada de Vitor Roque. No entanto, o Furacão foi castigado, após falha de Zé Ivaldo na saída de bola e gol de Ronnie Fernández. O time brasileiro ainda viria a sofrer a virada no primeiro tempo, com Bejarano.

E o segundo tempo?

Perdendo o jogo, o Athletico ainda sofreu com uma decisão polêmica da arbitragem, que decidiu não marcar pênalti após toque de mão do zagueiro do Bolivar dentro da área. Os bolivianos chegaram ao terceiro com mais um de Ronnie Fernandéz, deixando a situação complicada para o Furacão reverter em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

Bolivar 3 x 1 Athletico-PR

Copa Libertadores da América 2023

Oitavas de final - Jogo de ida

Data e horário: 01/08/2023, às 21h (de Brasília)

Local: Hernando Siles, La Paz (BOL)

Árbitro: Guilherme Guerrero (EQU)

Assistentes: Byron Romero e Christian Lescano (EQU)

VAR: Carlos Orbe (EQU)

Cartões amarelos: Villamíl, aos 49'/2T (BOL)

Cartões vermelhos: -

Gols: Erick, aos 9'/1T (CAP); Ronnie Férnandez, aos 13'/1T e aos 30'/2T (BOL); Diego Bejarano, aos 27'/1T (BOL)

BOLIVAR (Técnico: Beñat San José)

Lampe; Bentaberry, Ferreyra e Sagredo; Bejarano (Villarroel, 20'/2T), Villamíl, Justiniano e Rodríguez (Uzeda, 20'/2T); Bruno Sávio, Ronnie Fernández e Chico (Algarañaz, 36'/2T).

ATHLETICO-PR (Técnico: Wesley Carvalho)

Bento; Khellven (Madson, 41'/2T), Zé Ivaldo, Kaique Rocha e Esquivel; Erick, Fernandinho (Hugo Moura, 28'/2T), Vidal (Vitor Bueno, 28'/2T) e Canobbio; Vitor Roque (Pablo, 12'/2T) e Thiago (Cacá, intervalo).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.