Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Julio Casares confirma candidatura à reeleição para presidência do São Paulo

Eleições ocorrem no final do ano e nenhuma candidatura tinha sido oficializada até então

Futebol|Do R7

Em entrevista ao programa 'Roda Viva', o presidente Julio Casares confirmou que será candidato à reeleição na presidência do São Paulo. O pleito acontece no final do ano e, até então, nenhuma candidatura havia sido oficializada.

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

- Sou candidato à reeleição, naturalmente. Tem um pleito a dois meses e vamos disputar sim. - afirmou Casares.

O dirigente ainda afirmou que aprova o desempenho esportivo do Tricolor em sua gestão, iniciada em 2021. Casares afirmou os recordes de público batidos pela torcida no Morumbi são uma espécie de comprovação disso.

Publicidade

- Eu aprovo (a gestão) porque voltou a autoestima do torcedor. Tiramos o time da fila, chegamos a ganhar dos principais rivais de São Paulo, chegamos a duas finais em 2022, e outra final agora. Voltamos a ser protagonistas, estamos competindo. Com o cenário que eu assumi, tem que comemorar.

Ao longo da entrevista, o presidente respondeu a outras questões sobre a política do clube, como a proposta que previa eleições diretas para o cargo, rejeitada pelo Conselho Deliberativo.

Publicidade

Casares negou que tenha 'medo' de eleições diretas, e comparou o pleito do São Paulo ao processo eleitoral dos Estados Unidos. No Tricolor, os sócios elegem conselheiros, e estes, por sua vez, elegem o presidente do clube.

- Eu fui eleito conselheiro em 2008 e 2014, tenho muita relação com a urna. Acontece que essa proposta, que teve apenas 54 assinaturas de conselheiros, foi apresentada a dois meses do pleito. A eleição do São Paulo se assemelha muito à eleição americana com os delegados. Quem votou na minha chapa, votou indiretamente em mim, assim como na outra chapa.

Publicidade

A proposta de voto direto foi encarada como casuísta internamente, por ser apresentada a dois meses da eleição. No entanto, em setembro do ano passado a situação apresentou uma proposta que também alterava as regras do processo eleitoral, permitindo a reeleição do presidente. Questionado se essa proposta também não era casuísta, Casares negou.

- Não é casuísmo (proposta de reeleição a pouco tempo da eleição). Mais de 90% dos clubes tem reeleição. Eu tenho três anos de mandato, é pouco tempo. E eu não tenho garantia de ser reeleito. Se a outra chapa tem propostas melhores, que apresente. Eu vou disputar isso com muita alegria.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.