Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Jogadores cedidos pelo Santos ao Vasco tiveram relação com dívida entre os clubes? Entenda

Peixe emprestou Rwan e Gabriel Carabajal ao clube carioca

Futebol|

Lance
Lance Lance

O Santos tinha o atacante Rwan como uma de suas joias com potencial de venda. Além disso, Gabriel Carabajal foi comprado por R$ 8 milhões e chegou à equipe com status de possível titular. Diante deste cenário, o que explica o Peixe ter cedido a dupla por empréstimo ao Vasco?

Foi cogitada a possibilidade de ser uma espécie de 'quitação' do Alvinegro com o Cruzmaltino, pois o clube paulista tem uma dívida com os cariocas.

> SAF é aprovada por clube do Nordeste: veja os times brasileiros que podem virar clube-empresa

MAS QUE DÍVIDA É ESSA?

Publicidade

O débito diz respeito à contratação do lateral-direito Nathan, efetuada no ano passado. O jogador atualmente é titular do time treinado por Odair Hellmann.

Quando o Santos comprou o atleta junto ao Boavista (POR), assumiu uma dívida de R$ 6 milhões dos portugueses com o Vasco. O valor seria abatido com a permanência do atacante Raniel no Cruzmaltino, o que não aconteceu.

Publicidade

Revelado no Gigante da Colina, o lateral de 21 anos foi contratado pela equipe portuguesa em 2021, mas o clube não depositou os pagamentos acordados. O Vasco levou o caso à Fifa.

No entanto, mesmo com essa situação, as negociações de Rwan e Carabajal são independentes e não têm relação com o 'caso Nathan', segundo o que pessoas da alta cúpula santista garantiram à reportagem do LANCE!.

Publicidade

Ao que tudo indica, os empréstimos dos atletas aconteceram por opção técnica e para aliviar a folha salarial.

MODELOS DE NEGÓCIOS

Rwan e Carabajal acertaram com o Vasco em moldes praticamente idênticos. Os cariocas pagarão R$ 500 mil ao Santos por cada empréstimo, e os jogadores ficarão no Rio de Janeiro até o fim do ano.

Ambos possuem valor de compra pré-fixado em contrato. Se o Cruzmaltino quiser ficar com 80% dos direitos econômicos do atacante da base alvinegra, terá que pagar 1,5 milhão de dólares (R$ 7,5 milhões, segundo a cotação atual).

Enquanto isso, a opção de compra do meia argentino foi estabalecida em cerca de 3 milhões de dólares (R$ 15 milhões).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.