Futebol Janela de Portugal é trunfo para o Corinthians finalizar negócios pendentes

Janela de Portugal é trunfo para o Corinthians finalizar negócios pendentes

Léo Natel se transferiu para o Casa Pia, e Mateus Vital é alvo do Vitória de Guimarães, ambos clubes portugueses

Lance
Lance

Lance

Lance

Diferentemente dos principais centros do futebol europeu, como Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália, que fechará a janela de transferências deste meio do ano nesta quinta-feira (1º), Portugal só encerrará o período no dia 22 de setembro. E isso auxiliará o Corinthians em situações deixadas em aberto no mercado.

LÉO NATEL

O primeiro caso foi o empréstimo do atacante Léo Natel ao Casa Pia, time da primeira divisão portuguesa.

A situação foi colocada nas mãos do estafe do jogador, que demorou para apresentar uma proposta concreta vinda do mercado internacional, no qual priorizava, deixando escapar interesses de times brasileiros com o fechamento da janela de transferências nacional no último dia 15 de agosto.

Léo chegou até mesmo a ser reintegrado ao plantel corintiano e foi relacionado para o jogo contra o Fortaleza, há duas semanas, pelo Brasileirão, tendo, inclusive, entrado no segundo tempo.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Contudo, na semana passada, os agentes do atleta trouxeram não só a investida oficial do Casa Pia, como outra, do Famalicão, uma do futebol do Chipre, outra do Japão e a última do Mundo Árabe.

A escolha de Natel, de se transferir por empréstimo de uma temporada ao clube português, ajudou o Corinthians a se livrar de um salário, desonerando a folha, como rendeu 100 mil euros (R$ 514 mil, na cotação atual) aos cofres corintianos, com a taxa paga pelo empréstimo, e pode render no ano que vem mais 1,6 milhão de euros (R$ 8,2 mi, na cotação atual), caso o atacante complete, pelo menos, 45 minutos de 60% dos jogos do Casa Pia na temporada.

MATEUS VITAL

Agora, o território lusitano também pode ser destino para Mateus Vital, outro atleta que, mesmo integrado ao elenco corintiano, sempre teve a sua saída ou empréstimo colocados em pauta pela diretoria do Timão.

O interesse principal era reduzir a folha salarial, assim como Léo Natel. Mas a diferença entre o meio e o atacante é o período em que se encerra os respectivos contratos. Vital tem vínculo até o fim do ano que vem, e em menos de um ano pode assinar pré-contrato com outra equipe, deixando o Timão de graça. Já Natel tem vínculo com o Coringão até o fim de 2024.

Com isso, o Corinthians até admite romper com o contrato de Mateus Vital, mantendo uma porcentagem dos seus direitos econômicos a fim de um possível lucro futuro. E o Vitória de Guimarães, de Portugal, demonstrou interesse nos últimos dias.

A situação é bem parecida com a negociação que o Corinthians costurou com o Valladolid, da Espanha, nas últimas semanas e que esteve perto de se concretizar. O problema com o clube espanhol, que é gerido pelo ex-atacante Ronaldo Fenômeno, foi a distribuição dessas porcentagens, O Corinthians detém, no momento, 85% dos direitos de Mateus Vital e deseja ficar com uma ‘fatia gorda do bolo’.

Mesmo com mais tempo para negociar em relação a outros cenários na Europa, o estafe do atleta está em cima para agilizar qualquer movimento de saída, já que o período de inscrição para as competições em Portugal se encerrará na quinta-feira (1º).

Caso Mateus Vital não saia até no período, a tendência é que ele fique até o fim do ano no Timão.

A parte do percentual está sendo conversada, mas o salário que o Vitória está disposto a pagar para a Vital são empecilhos que possuem grande chance de travar o negócio.

Últimas