Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ivan Toney, suspenso por esquema de apostas, alfineta Paquetá: 'Não bati em ninguém para tomar amarelo'

Centroavante inglês violou as regras do futebol inglês mais de 200 vezes e só voltará a jogar em fevereiro de 2024

Futebol|

Lance
Lance Lance

O brasileiro Lucas Paquetá, do West Ham, está sendo investigado pela Football Association, entidade principal do futebol inglês, por um possível envolvimento em um esquema de apostas. O jogador teria tomado um cartão amarelo em partida contra o Aston Villa, pela 27ª rodada da Premier League de 2022-23, de forma proposital.

Com um volume grande de apostas na Ilha de Paquetá, a BetWay, patrocinadora dos Hammers, achou a movimentação estranha pelo cartão de Lucas e abriu investigações. O centroavante Ivan Toney, do Brentford, atualmente suspenso também por ter violado as regras de apostas da FA, aproveitou a oportunidade para falar sobre seu caso e dar uma leve cutucada no atleta.

+ Entenda em cinco pontos a suspeita de envolvimento com apostas de Lucas Paquetá

- Houve pessoas que disseram que o que eu estava fazendo era combinação de resultados, mas nada disso era combinação de resultados. Eu apenas estava apostando em mim mesmo para marcar o primeiro gol da partida. Estava tentando fazer a coisa certa pelo meu time. Não estava batendo em um adversário apenas para tomar um cartão amarelo e ganhar uma aposta - disparou o atacante, possivelmente fazendo referência ao caso de Paquetá.

Publicidade

De acordo com as informações, a FA encontrou mais de 200 violações de Toney em apostas. Inclusive, o atacante dos Bees teria apostado 13 vezes contra seu próprio time, em partidas que não esteve atuando. A entidade abriu investigações que duraram meses e decidiu punir o terceiro maior artilheiro da Premier League de 2022-23 por oito meses. Com a punição, o atleta só voltará a vestir a camisa da equipe londrina em fevereiro de 2024.

- Eu estou agora como uma criança no Natal, contando os dias para poder voltar a treinar e estar perto dos meus companheiros, deixando essa "prisão futebolística" para trás. Acho que falamos muito sobre saúde mental e esse tipo de coisa, mas o que uma coisa dessas faz com alguém que não é permitido em um ambiente? Deixar uma pessoa longe do campo de treino sabendo que o futebol é sua vida e é tudo o que eles fazem desde pequenos, como isso vai ajudar alguém? Não é uma sensação agradável e todo o propósito de não ser permitido no campo de treinamento é desconcertante para mim - falou Ivan Toney.

Apesar de estar sendo investigado, Paquetá já se mostrou 100% focado no West Ham. O camisa 10 balançou as redes neste final de semana, em partida contra o Chelsea, disputada no Olímpico de Londres, onde teve grande atuação. No fim do jogo, achou grande passe de calcanhar para Emerson Palmieri, que sofreu pênalti. O brasileiro foi para a cobrança e fechou a conta na vitória por 3 a 1 sobre os Blues.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.