Futebol Invicto na Série B, Botafogo evolui no setor ofensivo e reforços começam a ter destaque na temporada

Invicto na Série B, Botafogo evolui no setor ofensivo e reforços começam a ter destaque na temporada

Glorioso tem seis gols em três jogos e o quarto melhor ataque do campeonato, com números superiores ao Carioca. Chay e Luís Oyama contribuíram para essa evolução

Lance
Lance

Lance

Lance

O Botafogo iniciou bem a Série B do Campeonato Brasileiro com sete pontos em nove disputados. Apesar de ainda ser cedo, o rendimento cresceu em campo e os reforços deram mais dinâmica e força ofensiva ao time dirigido pelo técnico Marcelo Chamusca. Dentre eles, Chay e Luís Oyama aturaram nas vitórias sobre Coritiba e Remo, e o time finalizou mais e levou mais perigo ao gol adversário.

> Confira a classificação da Série B do Campeonato Brasileiro


Na competição, o time da estrela solitária marcou seis gols nas três primeiras partidas. Em uma comparação direta com o Carioca, os números ofensivos são bem superiores, já que a equipe demorou seis rodadas para chegar ao sexto gol no Estadual, contra equipes bem inferiores. O Glorio tem o quarto melhor ataque da Série B, atrás apenas de CRB, Guarani e Náutico, e empatado com o Confiança.

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

É preciso ponderar que o ataque alvinegro sofreu muitas mudanças desde o início da temporada. Matheus Babi deixou o clube rumo ao Athletico-PR, Ênio atualmente é reserva, e Warley tem atuado na lateral. Somado a isso tiveram as chegadas de Chay, Rafael Moura, Ronald, Diego Gonçalves, fora o setor de meio-campo que ganhou mais solidez com Pedro Castro, Marco Antônio e Luís Oyama.

De acordo com os números do "Footstats", o Alvinegro acertou sete finalizações ao gol do Remo, com esses números sendo distribuídos por sete atletas diferentes. No meio-campo, Oyama acertou três lançamentos e trinta passes durante a partida. O volante deu mais dinâmica ao setor se destacando nesses fundamentos, ao melhorar as transições ofensivas com passes mais objetivos.

Luís Oyama

Luís Oyama

Lance

Oyama deu mais dinâmica ao meio de campo (Vítor Silva/Botafogo)

Botafogo x Remo - Chay

Botafogo x Remo - Chay

Lance

Chay é uma boa opção no ataque do Alvinegro (Vítor Silva/Botafogo)

Na partida anterior, contra o Coritiba, no Nilton Santos, o camisa 5 foi responsável por 33 passes, ficando atrás apenas do lateral-esquerdo PV, que se firmou no setor. Por outro lado, foi dos pés de Chay que saiu o maior número de finalizações, três no total. O que mostra que o atacante também deu mais qualidade ao ataque botafoguense, e será uma boa opção ofensiva (ele tem dois gols e um assistência em dois jogos).

- A construção dos gols tem sido uma variação que a gente tem tentado utilizar e tem cobrado dos jogadores uma melhora do jogo por dentro, de entrelinhas, que é sempre muito difícil para o adversário marcar. Hoje a gente aproveitou bem, fico contente por isso, mas também entra um pouquinho de análise. No trabalho da semana a gente cobrou muito achar os jogadores por dentro porque sabia que o adversário tem uma certa fragilidade, até porque os números comprovavam isso - disse Chamusca em entrevista coletiva.

Ainda é cedo, mas Chamusca parece ter se aproximado do equilíbrio e ter encontrado a espinha dorsal do Glorioso. Resta saber como o time irá se comportar fora de casa, e para isso terá dois duelos complicados diante do Londrina, no Estádio do Café, e do Náutico, nos Aflitos. Será o momento do Botafogo mostrar a força de seu elenco e superar o desgaste das longas viagens.

Últimas