Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Interesse do Flamengo em Bruno Méndez coloca pulga atrás da orelha do Corinthians

Timão confia na renovação do zagueiro, mas teme investida do clube carioca

Futebol|

Lance
Lance Lance

Mesmo com o compromisso firmado pelos representantes do zagueiro Bruno Méndez, de que, caso não houvesse proposta da Europa, ele renovaria com o Corinthians, a diretoria do Timão teme investidas de outras equipes brasileiras pelo jogador. Atlético-MG, Flamengo e Internacional monitoram a situação do atleta, que tem vínculo com o clube paulista até o fim deste ano, mas pode assinar pré-contrato desde o dia 1º de julho.

Do trio de equipes brasileiras que observam a situação do jogador, o Fla é o que mais 'amedronta' a direção corintiana, que quer manter o uruguaio. A equipe do Parque São Jorge teme perder em um possível 'braço de ferro' contra os cariocas, que possuem margem maior para apresentar um projeto financeiro tentador para Méndez e sua equipe.

+ Renove o seu estoque de camisas do Timão com o cupom LANCEFUT 10% OFF

A ideia do Rubro-Negro é passar por um processo de reformulação a partir da próxima temporada, com Bruno Méndez sendo um alvo em potencial para o setor defensivo.

Publicidade

O Corinthians, por sua vez, confia na palavra dos agentes do jogador. Uma conversa é aguardada para a segunda quinzena de setembro, após os primeiros jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026. Tanto o clube alvinegro quanto os representantes do zagueiro estão otimistas por uma convocação, assim como aconteceu em junho, nos amistosos que a seleção do Uruguai fez contra Nicarágua e Cuba.

Bruno Méndez já comunicou aos seus empresários que está feliz no Timão e deseja permanecer na equipe do Parque São Jorge. Há uma projeção de aumento salarial na extensão do contrato que fica 'no meio do caminho' entre o que o jogador deseja receber e o clube consegue pagar.

Publicidade

As conversas entre o Corinthians e o estafe do zagueiro têm sido mais lentas desde o início do ano, quando houve uma ruptura entre o intermediário que fazia a ligação entre a diretoria corintiana e os agentes do defensor. Eduardo Bou Daye ganhou uma causa contra a equipe alvinegra na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD), órgão vinculado à CBF, devido à ausência de pagamento de comissão na transação de Méndez e do atacante argentino Mauro Boselli, que vestiu a camisa alvinegra entre 2019 e 2020. O Timão admitiu a dívida e pagou R$ 7,6 milhões ao empresário à vista.

A relação entre o clube do Parque São Jorge e Bou Daye já começou a esfriar no ano passado, quando o intermediário estava intermediando um acordo para o uruguaio com o Internacional, onde o jogador estava emprestado pelos próprios corintianos desde maio de 2021, mas o negócio não avançou devido a divergências entre as diretorias.

Assim, hoje, o Corinthians depende da agenda para conseguir tratar dos assuntos relacionados a Bruno Méndez, que é formado por uruguaios. Eles evitam reuniões mais complexas à distância e geralmente vêm para o Brasil para resolver negócios com todas as equipes que possuem alguma relação. Durante a disputa da Libertadores, inclusive, o Timão chegou a usar uma viagem ao Uruguai, onde enfrentou o Liverpool, para agendar um encontro com os agentes do defensor, mas foram surpreendidos por um desencontro, já que eles estavam em viagem no exterior.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.