Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Intensidade, ambição e 'amor pela bola': os dois meses de Sampaoli no Flamengo

Treinador completa dois meses de Rubro-Negro com missão e ideais bem definidos

Futebol|Do R7

Lance
Lance Sampaoli completa dois meses sob o comando do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Apresentado pelo Flamengo no dia 17 de abril, Jorge Sampaoli completou dois meses de trabalho no Clube da Gávea. Os 60 dias do técnico são marcados por três ideais indispensáveis para o argentino: intensidade, ambição e 'amor pela bola'. O treinador tem missão bem definida no Fla, e diz sem medo de errar os desejos para a temporada.

Em entrevista à FlaTV, Jorge Sampaoli teve um papo franco sobre seu estilo de jogo, ideais de trabalho e metas. O treinador revelou suas expectativas de que o Flamengo seja 'respeitado pelo mundo todo', e afirmou que 'ganhar jogando de uma forma é inegociável'.

- Sou uma pessoa muito ambiciosa. Quero que a minha chegada aqui tenha a possibilidade de que o Flamengo seja ainda maior, sempre. Falei com o Presidente em fazer um time que tenha muita ambição e seja muito respeitado pelo mundo todo, esse é meu objetivo. Cada jogo será com o mesmo sentimento, com a mesma ideia. Que a obrigação do time com a torcida seja jogar bem e ganhar jogando de uma forma. Isso, para mim, não se negocia.

Nesse cenário, a reportagem do Lance! fez um resumão sobre os 60 dias de Sampaoli, com destaques para falas importantes, dados de evolução e próximos passos.

Publicidade

TÉCNICO NÃO ABRE MÃO DOS IDEAIS:

O fato de Sampaoli ser inegociável em sua forma de pensar futebol é explícito em diversos momentos nesses apenas 60 dias de Flamengo. Desde a alta intensidade nos treinamentos e nos problemas recorrentes por lesões, até a evidente necessidade - e desejo - do técnico em fazer com que o time compreenda exatamente como é o estilo posicional que ele tanto defende.

Publicidade

No dia 21 de maio, após a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, por exemplo, o Flamengo convivia com muitas lesões em sequência. Questionado sobre os problemas físicos, o técnico não teve papas na língua ao afirmar que o desenvolvimento da equipe não estava sendo feito da forma correta até sua chegada, e que não seria alterado seu modo de trabalho para 'poupar' o elenco.

- Não há como o time ter o estilo que desejo se não tiver uma preparação excessiva e regular. E seguramente, no desenvolvimento, o time vai ter altos e baixos até que alcance uma qualidade física, técnica, tática e coletiva que permita um desenvolvimento normal. Evidentemente eu cheguei porque não estava normal, então minha obrigação é normalizar isso. Eu recebi o time de uma forma e a única maneira de fazer o time jogar do jeito que eu quero é trabalhando. Não tem como melhorar o time de outra forma e isso tem uma consequência. Para jogar na intensidade que eu pretendo é trabalhando e eu quero ainda muito mais -, disse, na época.

Publicidade

+ Sampaoli analisa estilo de jogo do Flamengo e diz: 'Ganhar por ganhar não é ideia'

Em relação ao estilo de jogo, no dia 1 de junho, após vencer o Fluminense por 2 a 0 e garantir a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, Jorge Sampaoli analisou o nível de compreensão do elenco com seu trabalho, e afirmou que 'estava longe de consolidar uma ideia'.

- Cada jogo é diferente, acho que este nos dá um impulso ao que vem, mas estamos longe de consolidar uma ideia pelo pouco tempo que temos aqui. Hoje, faltou um pouco, mas o time teve muita intensidade. Então, agora, temos que ser dominadores, ter a bola. É com trabalho. Tem muita coisa por fazer.Sampaoli instrui jogadores e comanda treino no Ninho do Urubu (Foto: Divulgação/Flamengo)

ESTILO DE JOGO FICA MAIS NÍTIDO, E EVOLUÇÃO COMEÇA A APARECER:

Aos 'trancos e barrancos' no início do trabalho, com episódios de crise interna e necessidade por resultados, Sampaoli e jogadores conseguiram se unir em prol do objetivo. E essa virada de chave para a temporada dá frutos, visto que o treinador conseguiu fazer o Flamengo alcançar a maior invencibilidade da temporada: 10 jogos, sendo sete vitórias e três empates.

Em um recorte menor, considerando apenas o mês de junho, o Flamengo disputou quatro jogos: Fluminense, Vasco, Racing e Grêmio - todos com vitórias. Em cada um deles, a evolução foi ficando mais nítida e, junto a ela, uma maior compreensão do estilo de jogo e das características do treinador. O 'dedo' de Sampaoli começa a aparecer de maneira mais marcante e projeta os próximos passos do Fla para 2023.

DATA FIFA É ALIADA DO TRABALHO DE JORGE SAMPAOLI:

Após emplacar 10 jogos de invencibilidade e quatro vitórias consecutivas, Jorge Sampaoli ganhou uma grande aliada para a evolução do trabalho: a Data Fifa. A paralisação das atividades deu ao técnico dez dias livres para apenas treinar o elenco, recuperar os jogadores e esclarecer seus ideais. Destes 10, o Fla folgou três e fez dois dias de treinos integrais para 'compensar' o descanso.

A Data Fifa foi planejada pelo Flamengo e por Jorge Sampaoli para ser utilizada de forma estratégica: recuperar os jogadores que ainda apresentavam problemas físicos, evoluir as ideias do trabalho e, de quebra, recuperar o gramado do Maracanã - alvo de duras críticas recentes do técnico e, também, de atletas.

VOLTA AOS JOGOS:

Após o tempo para evoluir o trabalho, Jorge Sampaoli prepara o Flamengo para o próximo desafio da temporada: o jogo contra o Red Bull Bragantino, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será disputada na quinta-feira (22), no Estádio Nabi Abi Chedid, às 21h30 (de Brasília).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.