Futebol Ídolo Léo dá dicas e entra na torcida do Santos contra o Boca Juniors

Ídolo Léo dá dicas e entra na torcida do Santos contra o Boca Juniors

Ex-lateral esteve na equipe que perdeu para o Boca Juniors na final de 2003, mas conquistou o título da Copa Libertadores em 2011

Lance
Lance

Lance

Lance

O Santos vive a expectativa para o confronto contra o Boca Juniors pela semifinal da Copa Libertadores América. Para falar sobre o duelo, o LANCE/DIÁRIO procurou o ex-lateral Léo, um dos jogadores com mais experiência na competição pelo Peixe neste século.

Campeão em 2011, ano do tricampeonato da Libertadores, Léo viu a chance de título escapar ainda em 2003, justamente com o Boca Juniors. O ídolo santista falou sobre sua visão do que pode ser o confronto, deu dicas e deixou claro que estará na torcida.

- A experiência sempre tem uma influência grande, mas não é só isso que resolve. Esse confronto com o Boca irá exigir muita atenção nos dois jogos, além de garra e equilíbrio. Serão partidas difíceis, mas vejo o Santos em condições de chegar à decisão. Em 2003 chegamos invictos à decisão e acabamos perdendo os dois jogos. Uma competição como a Libertadores e um adversário como o Boca não permitem falhas nem desatenção. Você pode jogar 89 minutos bem, mas se bobear em um pode colocar tudo a perder - afirmou.

Para o ex-jogador, a ausência de público nos jogos não será determinante para o confronto.

- Encarar a torcida do Boca na Bombonera lotada não é tarefa fácil, mas a Vila também é um caldeirão. A ausência do público, no fim das contas, não deve ter uma influência tão grande. Eu diria para que eles fizessem o que sabem, o que fizeram até aqui na Libertadores. O time tem um aproveitamento excelente na competição e passou com autoridade pelo Grêmio. Estarei torcendo muito.

Léo também foi peça importante do Peixe na campanha do último título da Copa Libertadores, conquistado em 2011 contra o Peñarol. O ídolo vê o time de hoje bem diferente daquele, mas aponta o que acha de mais positivo atualmente.

- Aquele time tinha grandes protagonistas, o atual conta com o Marinho e com o Soteldo, mas tem no equilíbrio e no entrosamento seus pontos fortes. São times com características distintas - concluiu.

Santos e Boca Juniors começam a definir uma vaga na final da Copa Libertadores da América nesta quarta-feira, 19h15, em La Bombonera. A volta está marcada para o dia 13, na Vila Belmiro.

Últimas