Futebol Honda mantém críticas à diretoria em rede social: 'Não sou só um empregado, sou um parceiro'

Honda mantém críticas à diretoria em rede social: 'Não sou só um empregado, sou um parceiro'

Japonês externou sua insatisfação e afirmou que pode deixar o clube

Lance
Lance

Lance

Lance

O meia Keisuke Honda voltou a se pronunciar em sua rede social e manteve as críticas contra a diretoria do Botafogo pela má fase do time no campeonato. Em especial, pela repentina saída de Ramon Díaz e a chegada de Eduardo Barroca no comando técnico da equipe.

Através de seu Twitter, o japonês afirmou que não se arrependeu das críticas que fez na sexta-feira. Afinal, segundo ele, ele não é apenas um empregado e sim um parceiro do Botafogo.

- Eu não me arrependo do que eu disse ontem porque é importante para mim. Eu não sou apenas um empregado, eu sou um parceiro - afirmou.

Honda prosseguiu num tom crítico contra a diretoria do Botafogo. No tuíte seguinte, o meia pediu uma maior transparência sobre os acontecimentos do clube.

- Então, eu deveria saber de tudo. E vocês deveriam saber de tudo - concluiu.

Na tarde de sexta-feira, Keisuke Honda publicou algumas mensagens em seu perfil no Twitter e externou seu descontentamento. O meia afirmou que, caso a diretoria não o convença do contrário, ele irá deixar o clube.

- Inacreditável. Vou começar a pensar em sair (do Botafogo) se eles (diretoria) não me convencerem em alguns dias - disparou.

Últimas