Futebol Holan cita superação do time e revela problema generalizado no elenco

Holan cita superação do time e revela problema generalizado no elenco

Com o empate em 1 a 1 contra o Deportivo Lara, na Venezuela, Peixe garantiu vaga na próxima fase da Libertadores. Equipe agora pode jogar contra time chileno ou argentino

Lance
Lance

Lance

Lance

O Santos sofreu para passar pelo Deportivo Lara na segunda fase da Copa Libertadores da América. O Peixe dominou a maior parte da partida, controlando a posse de bola, mas para o técnico Ariel Holan, faltou profundidade para sua equipe.

Em coletiva após o jogo, o treinador fez sua análise sobre a partida.

"Tivemos a posse de bola, mas nos faltou profundidade. Se encontrássemos os passes profundos, o resultado da partida seria outro. Nos custou muito encontrar isso. Tivemos a posse, mas não tivemos a profundidade no último passe. Creio que temos que continuar melhorando".

Apesar de saber da necessidade de evolução do time para os próximos desafios, Holan destacou a dificuldade de se jogar uma Libertadores contra um time que buscava fazer história.

"Libertadores é difícil. Santos tinha toda a pressão, Lara ia por um jogo histórico, deixar o finalista fora. Para nós toda a pressão para gerir. Tratamos de jogar como gostamos, com a posse. Mas como disse anteriormente, faltou profundidade".

O treinador também citou um problema que atingiu o elenco antes do confronto. O jogadores tiveram desconforto estomacal, o que fez o técnico valorizar ainda mais a vaga.

"Muitos com problemas estomacais generalizados, que surgiram hoje. Por isso tudo valorizo muito a classificação, claro que anotando o que temos a melhorar".

Na próxima fase, o Santos espera o vencedor do confronto entre San Lorenzo (Argentina) e Universidad de Chile, que se enfrentam nesta quarta-feira. Para passar pelo Deportivo Lara, o Peixe venceu os venezuelanos na Vila, por 2 a 1, e empataram em 1 a 1 fora de casa.


Últimas