Futebol Hellmann revela emoção no vestiário e quer Santos forte na Vila

Hellmann revela emoção no vestiário e quer Santos forte na Vila

Treinador lembrou da dificuldade de enfrentar o Peixe no Urbano Caldeira

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico Odair Hellmann quer usar a Vila Belmiro como pilar em seu trabalho no Santos. O treinador destacou as dificuldades quando precisou encarar o Peixe fora de casa e contou que se emocionou ao entrar pela primeira vez no vestiário da casa santista.

Por outro lado, Hellmann mostra preocupação com a possível reforma da Vila, não pela transformação em si, mas sim pela adaptação em novo espaço. O Peixe tem um acordo com a Portuguesa de Desportos e a Federação Paulista de Futebol para mandar seus jogos no estádio do Canindé em 2023.

- A Vila tem algo diferente. Que bom que estou deste lado. Entrei no vestiário e me emocionei. Tem algo diferente construído pelos profissionais que passaram. Viver esse ambiente é único. Tive experiência no Inter, em 2013. O Inter jogou fora do Beira-Rio, em Caxias do Sul. Trouxe dificuldades como logísticas. Gostaria de responder mais à frente. Espero que possamos passar um bom tempo aqui. Se ocorrer a mudança, nós temos que buscar a adaptação em outro local, criar essa identidade. Temos que transformar o outro estádio em casa do Santos. Mas por enquanto vamos aproveitar a nossa casa porque o Santos é muito forte dentro dela - diz Odair.

O Santos vai estrear no Campeonato Paulista diante do Mirassol, na Vila Belmiro. O campeonato tem início previsto para o dia 15 de janeiro e a final está marcada para o dia 9 de abril. Odair quer trazer dificuldades ao adversário logo "de cara".

- Quando vinha jogar na Vila Belmiro, eu vinha respeitando, sabendo da dificuldade de jogar aqui. Precisamos construir isso junto com o torcedor. Minhas equipes sempre tiveram essa identidade. E queremos construir isso aqui também. Quero trazer isso para cá já no Paulista. Não estou vendendo facilidade. Você sair do 12º, de uma zona onde você brigou por baixo nos últimos anos, precisa de ajustes. Nada é fácil, mas devemos fazer coisas diferentes para alcançar coisas diferentes - completa o Hellmann.

Últimas