Futebol Guardiola rasga elogios ao lembrar de Pelé: 'Podia jogar em qualquer geração'

Guardiola rasga elogios ao lembrar de Pelé: 'Podia jogar em qualquer geração'

Técnico do Manchester City fala de suas lembranças sobre o Rei

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, falou em entrevista coletiva antes do compromisso do Manchester City contra o Everton neste fim de semana. Ao falar sobre o falecimento do Rei Pelé, o catalão teceu todos os elogios do mundo ao ídolo brasileiro. O técnico se lembrou de sues contatos com o ex-jogador e de como sua lenda chegou até ele.

O treinador lembrou de quando ouviu falar de Pelé pela primeira vez, quando era criança e ainda jogava na base do Barcelona.

- Eu tive o primeiro contato quando estava na base do Barcelona. Tinha um fisioterapeuta que era apaixonado pelo Brasil. Ele sempre falava sobre a Seleção Brasileira e sobre o Pelé. Depois, quando eu tinha uns nove, dez anos, comecei a assistir alguns vídeos. Agora, com acesso a tantas imagens, eu entendo o quanto ele era forte e podia fazer tudo.


O catalão ainda falou do que imaginou caso Pelé jogasse nos dias atuais. Para ele, o Rei se adaptaria com muita facilidade por um simples motivo.

- Algumas pessoas falam que naquela época o ritmo era completamente diferente, que havia muito mais espaços. Se jogassem hoje, esses jogadores se adaptaram ao ritmo e aos espaços facilmente porque eram muito bons. Esse nível do jogador controla o jogo, é muito intuitivo, habilidoso, tem força mental e tudo mais. Ele podia jogar em qualquer geração.

+ A majestade: uma crônica sobre o Rei

Guardiola concluiu falando sobre as comparações entre Pelé e outros grandes nomes da história do futebol mundial como Messi. O catalão minimizou e disse que cada jogador tem o seu talento.

- Quem viu Pelé, e imagino que seja assim para os brasileiros, tem Pelé como o maior de todos os tempos. E eu entendo. Para os argentinos, é Di Stéfano, Maradona ou Messi. Cada um tem sua própria opinião e isso é bom, não significa que um é melhor que o outro. Eu sempre digo que escolho o Messi porque estive com ele e pelo que fez em mais de 15 anos, algo muito inesperado. Mas eu entendo as pessoas terem outras escolhas, qual é o problema? A certeza é que todos eles deram uma contribuição incrível para o mundo do futebol - completou Guardiola.

O Manchester City enfrenta o Everton neste sábado às 12h, em casa, pela Premier League. Os Citizens voltam a campo depois da vitória sobre o Leeds na última terça.

Últimas